Políticas de formação profissional de nível médio em Enfermagem no Brasil: perspectiva histórico-crítica

Policies of professional training of middle level in Nursing in Brazil: historical-critical perspective

Políticas de formación profesional de nivel medio en Enfermería en Brasil: perspectiva histórico-crítica

Palabras clave: Educación en enfermería, Educación técnica en enfermería, Enseñanza, Historia de la enfermería
Key-words: Nursing education, Nursing technical education, Teaching, Nursing history
Palavras chave: Educação em enfermagem, Educação técnica em enfermagem, Ensino, História da enfermagem

Resumen

Abstract

Resumo

Bibliografía

1. Dantas RAS, Aguillar OM. O ensino médio e o exercício profissional no contexto da enfermagem brasileira. Rev Latino-Am Enfermagem 1999; 7(2):25–32. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rlae/a/Wgx3GnppMHSHkf9tKVPVwRs/?format=pdf&lang=pt [acesso: 18/09/2014].
2. Conselho Federal de Enfermagem. Enfermagem em Números. Cofen – Conselho Federal de Enfermagem. 2022. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/enfermagem-em-numeros [acesso: 23/05/2022].
3. Silva MCN, Machado MH. Sistema de Saúde e Trabalho: desafios para a Enfermagem no Brasil. Ciênc saúde coletiva. 2020; 25(1):7–13. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/wqFyYK4y49f8WZPmkvrwVsQ/?lang=pt [acesso: 22/06/2021].
4. Kobayashi RM, Frias MA da E, Leite MMJ. Caracterização das publicações sobre a educação profissional de enfermagem no Brasil. Rev esc enferm USP. 2001; 35:72–9. Disponível em: https://www.scielo.br/j/reeusp/a/ZdSTCJ8t8vbTpYP8kc4ZhCt/abstract/?lang=en [acesso: 23/07/2014].
5. Ceccim R, Carvalho Y. Ensino da saúde como projeto de integralidade: a educação dos profissionais de saúde no SUS. Em: Ceccim R, Pinheiro R, Mattos R, organizadores. Ensinar saúde: a integralidade e o SUS nos cursos de graduação na área de saúde. 2ª edição. Rio de Janeiro: UERJ/ABRASCO; 2006. p. 69–92.
6. Pereira IB, Ramos MN. Educação Profissional em saúde. Rio de Janeiro; São Paulo: Editora FIOCRUZ Fundacao Oswaldo Cruz SciELO distributor; 2006. Disponível em: http://books.scielo.org/id/zb2gf [acceso: 16/07/2020].
7. Bagnato MHS, Bassinello GAH, Lacaz CP da C, Missio L. Ensino médio e educação profissionalizante em enfermagem: algumas reflexões. Rev esc enferm USP. 2007; 41(2):279–86. Disponível em: https://www.scielo.br/j/reeusp/a/mpWsHg3vKpgn6RXmSF8kbBD/abstract/?format=html&lang=en [acesso: 15/10/2015].
8. Campos PF de S, Oguisso T. Enfermagem no Brasil: formação e identidade profissional pós-1930. 1a edição. São Caetano do Sul, SP: Academia Brasileira de História da Enfermagem ABRADHENF; Yendis; 2014.
9. Campos PF de S. Enfermeiras da Legião Negra: representações da enfermagem na revolução constitucionalista de 1932. Faces de Eva Estudos sobre a Mulher. 2015; (33):53–65. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/290168251_Enfermeiras_da_Legiao_Negra_representacoes_da_Enfermagem_na_Revolucao_Constitucionalista_de_1932 [acesso: 09/03/2022].
10. Kuenzer AZ. A formação de professores para o Ensino Médio: velhos problemas, novos desafios. Educ Soc. 2011; 32(116):667–88. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/JB47HW4XrnBSbYT4zM5N6gh/abstract/?lang=pt [acesso: 29/06/2015].
11. Bassinello GAH. Projeto Larga Escala: análise histórica e compreensão dos resultados no Estado de São Paulo. Campinas: Unicamp-Faculdade de Educação; 2007.
12. Pava AM, Neves EB. A arte de ensinar enfermagem: uma história de sucesso. Rev Bras Enferm. 2011; 64(1):145–51. Disponível em: https://www.scielo.br/j/reben/a/4n3WtkW8R7mwqMC7tkpHqjC/abstract/?lang=pt [acesso: 22/02/2013].
13. Santos I dos. Izabel dos Santos: fazendo história na história da enfermagem brasileira. Rev esc enferm USP. 2007; 41(spe):853–8. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=361033293020 [acesso: 24/04/2013].
14. Aguiar Neto Z, Soares CB. A qualificação dos atendentes de enfermagem: transformações no trabalho e na vida. Rev Latino-Am Enfermagem. 2004; 12:614–22. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rlae/a/s5Sj8vWn7MvV4qgvZL4j3ms/abstract/?lang=pt [acesso: 29/03/2011].
15. Kober CM. Qualificação profissional: uma tarefa de Sísifo. Campinas, SP: Autores Associados; 2004.
16. Ramos MN. Indicações teórico-metodológicas para a elaboração de currículos na educação profissional de nível técnico em saúde. Em Brasil. Ministério da Saúde, organizador. PROFAE: educação profissional em saúde e cidadania. Brasília, DF: Ministério da Saúde; 2002. p. 55–86.
17. Sant’Anna SR, Ennes LD, Soares LH da S, Oliveira SR de, Sant’Anna L da S. A Influência das políticas de educação e saúde nos currículos dos cursos de educação profissional técnica de nível médio em enfermagem. Trab educ saúde. 2007; 5(3):415–31. Disponível em: https://www.scielo.br/j/tes/a/HZggsZmgbFnMfwHcqvQ8gCQ/?lang=pt [acesso: 26/08/2014].
18. Freire P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo (SP): Paz e Terra; 2006.
19. Mathias M. Trabalho e educação profissional em saúde: o que as pesquisas revelam. Revista RET-SUS. 2011; 5(42):12–9.
20. Ministério da Saúde. Política Nacional de Educação Permanente em Saúde: o que se tem produzido para o seu fortalecimento? 2018. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_educacao_permanente_saude_fortalecimento.pdf [acesso: 09/03/2022].
21. Brasil. Ministério da Saúde. Portaria no. 1.307, de 6 de junho de 2011: Define recursos financeiros do Ministério da Saúde para o Programa de Formação de Profissionais de Nível Médio para a Saúde (PROFAPS). Ministério da Saúde; 2011.
22. Mathias M, Algebaile J. Educação Profissional em saúde no centro do debate. Revista RET-SUS. 2011; 5(44):10–21.
23. Ramos MN. O currículo para o Ensino Médio em suas diferentes modalidades: concepções, propostas e problemas. Educ Soc. 2011; 32(116):771–88. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/NrgqwnZ4vG6DP8p5ZYGn4Sm/?format=pdf&lang=pt [acesso: 13/06/2015].
24. Corrêa AK, Sordi MRL de. Educação profissional técnica de nível médio no Sistema Único de Saúde e a política de formação de professores. Texto contexto - enferm. 2018; 27(1):e2100016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/tce/a/f4zg7t5YRQwFbPYFC9WXyst/abstract/?lang=pt [acesso: 25/02/2022].

Novedades
Estadísticas
Cómo citar
1.
Batista Andrade, Cristiane; Giovanelli Vedovato, Tatiana; Monteiro, Inês. Políticas de formación profesional de nivel medio en Enfermería en Brasil: perspectiva histórico-crítica. Temperamentvm. 2022; 18: e14120. Disponible en: http://ciberindex.com/c/t/e14120 [acceso: 27/09/2022]
Sección
Teoría y Método
Comentarios

DEJA TU COMENTARIO     VER 0 COMENTARIOS

Normas y uso de comentarios


Hay un total de 0 comentarios


INTRODUCIR NUEVO COMENTARIO

Para enviar un comentario, rellene los campos situados debajo. Recuerde que es obligatorio indicar un nombre y un email para enviar su comentario (el email no sera visible en el comentario).

Nombre:
e-mail:
Comentario: