Análise da produção científica nacional de enfermagem sobre aborto: uma revisão integrativa

Analysis of Brazilian nursing scientific production on abortion: an integrative review

Análisis de la producción científica brasileña de enfermería sobre el aborto: una revisión integradora

  • Gabriela Lattuada Centro Universitário Ritter dos Reis, Faculdade de Ciências da Saúde, Curso de Graduação Enfermagem (Brasil)
  • Eveline Franco da Silva Centro Universitário Ritter dos Reis, Faculdade de Ciências da Saúde, Curso de Graduação Enfermagem (Brasil)
Palabras clave: Aborto, Enfermería, Salud de la mujer, Atención de enfermería
Key-words: Abortion, Nursing, Women's health, Nursing care
Palavras chave: Aborto, Enfermagem, Saúde da mulher, Cuidados de enfermagem

Resumen

Abstract

Bibliografía


  1. Brasil. Ministério da Saúde. Atenção humanizada ao abortamento: norma técnica. 2. ed. Brasília: Ministério da Saúde; 2011. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/atencao_humanizada_abortamento_norma_tecnica_2ed.pdf.

  2. Diniz D, Medeiros M, Madeiro A. Pesquisa Nacional de Aborto 2016. Cienc Saúde Colet 2017; 653-60. https://doi.org/10.1590/1413-81232017222.23812016.

  3. Martins EF, Almeida PFB, Paixão CO, Bicalho PG, Errico LSP. Causas múltiplas de mortalidade materna relacionada ao aborto no Estado de Minas Gerais, Brasil, 2000-2011. Cad Saúde Pública. 2017; 33(1):e00133115. https://doi.org/10.1590/0102-311X00133116.

  4. Silva L, Sales N, Santos R, Albuquerquer N. Percepção das mulheres em situação de abortamento frente ao cuidado de enfermagem. Revista Ciência Plural. 2020; 6(1):44-55. https://periodicos.ufrn.br/rcp/article/download/18627/12528

  5. Silva EF, Trevisan DC, Lorenzini E, Pruss ACF, Strapasson MR, Bonilha ALL. Atenção à mulher em processo de abortamento induzido: percepção de profissionais de enfermagem. Rev Enferm UFSM. 2015; 5(3):454-64. https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/14801

  6. Souza MT, Silva MD, Carvalho R. Integrative Review: What Is It? How to Do It?. Einstein. 2010; 8(1 Pt 1):102-6. https://www.scielo.br/j/eins/a/ZQTBkVJZqcWrTT34cXLjtBx/?format=pdf.

  7. Mendes KDS, Silveira RCCCP, Galvão CM. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & Contexto - Enfermagem. 2008; 17(4):758-64. https://doi.org/10.1590/S0104-07072008000400018.

  8. Santos TER, Silva DO, Souza RC, Silva TN. Práticas de Enfermagem às mulheres que vivenciaram aborto: Revisão Integrativa. Nursing. 2021; 24(272):5198-209. https://doi.org/10.36489/nursing.2021v24i272p5198-5209

  9. Cruz SF, Bezerra MLR, Araújo AHIM, Leonhardt V, Pereira MC, Moraes-Filho IM. A enfermagem perante o aborto: uma revisão integrativa. REVISA. 2021; 10(2):229-39. http://revistafacesa.senaaires.com.br/index.php/revisa/article/view/707

  10. Borges LCV, Clemente NR, Netto L. (In)Congruência na assistência às mulheres em situação de abortamento: o que dizem os acadêmicos sobre seus processos formativos. REME Rev Min Enferm. 2020; 24:e-1297. https://doi.org/10.5935/1415-2762.20200026.

  11. Pereira ALF, Schroeter MS. Abordagem do tema do aborto no ensino de graduação na perspectiva das enfermeiras recém-graduadas. Rev Enferm UERJ. 2019; 27:e36835. https://doi.org/10.12957/reuerj.2019.36835.

  12. Ayres R, Martins AC, Xavier RB, Bento PAS, Silva JN. A contextualização do aborto sob a ótica do enfermeiro. Nursing. 2018; 21(244):2334-7. http://www.revistanursing.com.br/revistas/244-Setembro2018/A_contextualizacao_aborto.pdf.

  13. Santos DLA, Brito RS. Sentimentos de mulheres diante da concretização do aborto provocado. Rev Enferm UERJ. 2016; 24:(5):e15613. https://doi.org/10.12957/reuerj.2016.15613.

  14. Brito RS, Santos DLA, Gama CMS, Silva AB. Opinião de acadêmicos de enfermagem sobre aborto provocado. Rev Baiana Enferm. 2015; 29(2):115-24. https://periodicos.ufba.br/index.php/enfermagem/article/view/12899

  15. Cacique DB, Passini Junior R, Osis MJM. Opiniões, conhecimento e atitudes de profissionais da saúde sobre o aborto induzido: uma revisão das pesquisas brasileiras publicadas entre 2001 e 2011. Saude Soc. 2013; 22(3):916-36. https://doi.org/10.1590/s0104-12902013000300023.

  16. Silva NMP, Lemos A. O jovem homem universitário frente ao aborto: uma contribuição para a enfermagem. Rev Pesqui. (Univ Fed Estado Rio J Online). 2013; 5(1):3302-10. https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=505750897015

  17. Perez BAG, Gomes NP, Santos MFS, Diniz NMF. Aborto provocado: representações sociais de mulheres. Rev Enferm UERJ. 2013; 21(6):736-42. https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/enfermagemuerj/article/view/11516/9036.

  18. Mortari CLH, Martini JG, Vargas MA. Representações de enfermeiras sobre o cuidado com mulheres em situação de aborto inseguro. Rev Esc Enferm USP. 2012; 46(4):914-21. https://doi.org/10.1590/S0080-62342012000400019.

  19. Benute GRG, Nonnenmacher D, Nomura RMY, Lucia MCS, Zugaib M. Influência da percepção dos profissionais quanto ao aborto provocado na atenção à saúde da mulher. Rev Bras Ginec Obstet. 2012; 34(2):69–73. https://doi.org/10.1590/S0100-72032012000200005.

  20. Soares MC, Freitas VEO, Cunha ARR, Almeira JLS, Souto CMRM, Dantas RA. Práticas de enfermagem na atenção às mulheres em situação de abortamento. Rev Rene. 2012; 13(1):140-6. http://www.periodicos.ufc.br/rene/article/view/3783/2990

  21. Cardoso VB, Silva SOB, Faustino TN, Oliveira PS, Couto TM. Humanização na assistência de enfermagem à mulher em situação pós-abortamento. Rev Enferm UFPE. OnLine. 2021; 15:e245659. https://doi.org/10.5205/1981-8963.2021.245659.

  22. Lima LM, Gonçalves SS, Rodrigues DP, Araújo ASC, Correia AMC, Viana APS. Cuidado humanizado às mulheres em situação de abortamento: uma análise reflexiva. Rev Enferm UFPE. On Line. 2017; 11(12):5074-8. https://doi.org/10.5205/1981-8963-v11i12a25126p5074-5078-2017.

  23. Rodrigues WF, Andrade DC, Dantas SA, Silva LR. Abortamento: protocolo de assistência de enfermagem: relato de experiência. Rev Enferm UFPE. On Line. 2017; 11(8):3171-5. https://doi.org/10.5205/1981-8963-v11i8a110224p3171-3175-2017.

  24. Strefling ISS, Lunardi Filho WD, Demori CC, Soares MC, Santos CP. Cuidado de enfermagem à mulher em situação de aborto: revisão integrativa. Rev Enferm UFSM. 2015; 5(1):169-77. https://doi.org/10.5902/2179769212533.

  25. Brito RS, Santos DLA, Silva AB. Perfil de mulheres em situação de abortamento internadas em uma maternidade escola. Rev Enferm UFPE. On Line. 2015; 9(1):15-22. https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/10301/10964

  26. Carvalho SM, Paes GO. Integralidade do cuidado em enfermagem para a mulher que vivenciou o aborto inseguro. Esc Anna Nery. 2014; 18(1):130-5. https://doi.org/10.5935/1414-8145.20140019.

  27. Strefling ISS, Lunardi Filho WD, Kerber NPC, Soares MC, Gomes VLO, Vargas E. Cuidado integral e aconselhamento reprodutivo à mulher que abortou: percepções da enfermagem. Esc Anna Nery. 2013; 17(4):698-704. https://doi.org/10.5935/1414-8145.20130014.

  28. Bitencourt CS, Santos LCG. Cuidados intensivos de enfermagem frente às complicações do aborto provocado. Rev Enferm UFPE. 2013; 7(esp):977-84. https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/11564/13533.

  29. Martins DC, Silva GM, Ribeiro BMSS, Pesce GB, Fernandes CAM. Aborto em mulheres parceiras de apenados: prevalência e fatores associados. Rev Gaúcha Enferm. 2021; 42:e20200429. https://www.scielo.br/j/rgenf/a/9RgQSzFbnbvqhvpp9V5B5QP/?lang=pt.

  30. Santos RC, Viana MRP, Amorim FCM, Neta MMR, Sousa KHJ, Silva FC. Sentimentos de mulheres advindos da experiência em um processo de abortamento. Cogitare Enferm. 2021; 26:e72376. https://doi.org/10.5380/ce.v26i0.72376.

  31. Montigny F, Verdon C, Meunier S, Gervais C, Coté I. Fatores de proteção e de risco na saúde mental das mulheres após aborto espontâneo. Rev Latino-Am Enferm. 2020; 28:e3350. https://doi.org/10.1590/1518-8345.3382.3350.

  32. Patrício SS, Gregório VRP, Pereira SM, Costa R. Malformação fetal com possibilidade de interrupção legal: dilemas maternos. Rev Bras Enferm. 2019; 72(suppl 3):125–31. https://www.scielo.br/j/reben/a/CdKp5xcmZ8FV3tkSwxfm9Sn/?lang=pt

  33. Strefling ISS, Lunardi Filho WD, Kerber NPC, Soares MC, Ribeiro JPR. Percepções da enfermagem sobre gestão e cuidado no abortamento: estudo qualitativo. Texto Contexto Enferm. 2015; 24(3):784–91. https://www.scielo.br/j/tce/a/bdDKw9vgGJnn35pxLbMBxDS/?lang=pt.

  34. Sell SE, Santos EKA, Velho MB, Erdmann AL, Rodriguez MJH. Motivos e significados atribuídos pelas mulheres que vivenciaram o aborto induzido: revisão integrativa. Rev Esc Enferm USP. 2015; 49(3):502–8. https://www.scielo.br/j/reeusp/a/dTVFFLW9LHysRbkZFx4ZZbf/?lang=pt

  35. Couto TM, Nitschke RG, Lopes RLM, Gomes NP, Diniz NMF. Cotidiano de mulheres com história de violência doméstica e aborto provocado. Texto Contexto Enferm. 2015; 24(1):263-69. https://www.scielo.br/j/tce/a/GsY5mchdP8HD8qZyx5NnknS/?lang=pt

  36. Borges ALV. Contracepção pós-abortamento: relação com a atenção em contracepção e intenção reprodutiva. Cad Saúde Pública. 2016; 32(2):e00102015. https://doi.org/10.1590/0102-311X00102015

  37. 3 Faria ECR, Domingos SRF, Merighi MAB, Ferreira LMG. Abortamento na adolescência: vivência e necessidades de cuidado. Rev Gaúcha Enferm. 2012; 33(3):20-6. https://doi.org/10.1590/s1983-14472012000300003.

  38. Brasil. Supremo Tribunal Federal. Acórdão na Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 54. Relator: Mello MA. Publicado no DJ de 12/04/2012: 433. http://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=TP&docID=3707334.

  39. Andrade JS, Nonato LL, Carneiro MLG, Ribeiro RS, Ribeiro Junior OC. A percepção da equipe de enfermagem sobre o cuidado à mulher em situação de abortamento: revisão integrativa. REAS. 2020; 12(10):e557. https://acervomais.com.br/index.php/saude/article/view/557

  40. Maciel CG, Oliveira TCM, Silva GBC, Almeida SKR, Souza LACF. Comprehensive nursing care for women who suffer gestational loss. Research, Society and Development. 2022; 11(6):e5111628545. https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/28545

  41. Emond T, de Montigny F, Guillaumie L. Exploring the needs of parents who experience miscarriage in the emergency department: a qualitative study with parents and nurses. J Clin Nurs. 2019; 28(9-10):1952-65. https://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/jocn.14780

  42. Testoni I, Finco N, Keisari S, Orkibi H, Azoulay B. Conflicts between women's religiosity and sense of free will in the context of elective abortion: a qualitative study in the worst period of Italy's Covid-19 crisis. Front Psychiatry. 2021; 2(12):619684. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/34408671/

  43. Batool SS, Azam H. Miscarriage: Emotional burden and social suffering for women in Pakistan. Death Stud. 2016; 40(10):638-47. https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/07481187.2016.1203376?journalCode=udst20.

  44. Zhu CS, Tan TC, Chen HY, Malhotra R, Allen JC, Østbye T. Threatened miscarriage and depressive and anxiety symptoms among women and partners in early pregnancy. J Affect Disord. 2018; 237:1-9. https://doi.org/10.1016/j.jad.2018.04.012

  45. Kerns J, Cheeks M, Cassidy A, Pearlson G, Mengesha B. Abortion stigma and its relationship with grief, post-traumatic stress, and mental health-related quality of life after abortion for fetal anomalies. Womens Health Rep. 2022; 3(1):385-394. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/35415714/

  46. Raphi F, Bani S, Farvareshi M, Hasanpour S, Mirghafourvand M. Effect of hope therapy on psychological well-being of women after abortion: a randomized controlled trial. BMC Psychiatry. 2021; 21(1):598. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/34847900/

  47. Pitilin EB, Banazeski AC, Bedin R, Gasparin VA. Assistência de enfermagem em situações de aborto induzido/provocado: uma revisão integrativa da literatura. Enferm Glob. 2016; 15(43):439-51. http://scielo.isciii.es/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1695-61412016000300017&lng=es.

  48. Nascimento L, Conceição PL, Silva TP, Sousa INA, Fortes FLS, Silva ÉS. Percepção de mulheres em situação de aborto em relação ao atendimento dos profissionais de enfermagem]. Rev Enf UFJF. 2020; 5(2). https://periodicos.ufjf.br/index.php/enfermagem/article/view/27179

Novedades
Estadísticas
Cómo citar
1.
Lattuada, Gabriela; da Silva, Eveline Franco. Análise da produção científica nacional de enfermagem sobre aborto: uma revisão integrativa. Enfermería Comunitaria. 2023; 19: e14137. Disponible en: https://ciberindex.com/c/ec/e14137 [acceso: 14/06/2024]
Sección
Revisiones
Comentarios

DEJA TU COMENTARIO     VER 0 COMENTARIOS

Normas y uso de comentarios


Hay un total de 0 comentarios


INTRODUCIR NUEVO COMENTARIO

Para enviar un comentario, rellene los campos situados debajo. Recuerde que es obligatorio indicar un nombre y un email para enviar su comentario (el email no sera visible en el comentario).

Nombre:
e-mail:
Comentario: