Representações do cuidado nas orações Makuxi: história, mito e saúde

Representations of care in Makuxi prayer: history, myth and health

Representaciones del cuidado en las oraciones Makuxi: historia, mito y salud

  • Bruno Miranda da Rocha Universidade Estadual de Roraima (Boa Vista, Roraima, Brasil)
  • Luiz Henrique Chad Pellon Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro, Brasil)
  • Wellington Mendonça de Amorim Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro, Brasil)
Palabras clave: Visión del mundo, Catolicismo, Historia del siglo XX, Asistencia a la salud culturalmente competente
Key-words: Worldview, Catholicism, History 20th century, Culturally competent care
Palavras chave: Cosmovisão, Catolicismo, História do século XX, Assistência à saúde culturalmente competente

Resumen

Abstract

Resumo

Bibliografía

Albuquerque, F.E. (2013). O processo de aquisição de leitura e escrita pelas crianças indígenas Apinayé. Rev. Teoria e Prática da Educação, 16(02), 69-79.
Amódio, E., e Pira, V. (1996). Língua Makuxi: Makusi Maimu (2ª ed.). Roraima: Diocese de Roraima.
Araújo, M. (2006). Do corpo à alma: missionários da Consolata e índios Macuxi em Roraima. São Paulo: Associação Editorial Humanitas: Fapesp.
Chartier, R. (1997). A ordem dos livros: leitores, autores e bibliotecas na Europa entre os séculos XIV e XV. Brasília: Editora Universidade de Brasília.
Chartier, R. (2010a). Escutar os mortos com os olhos. Estudos Avançados, 24 (69), 6-30. Obtido em http://www.revistas.usp.br/eav/article/view/10510
Chartier, R. (2010b). A história ou a leitura do tempo (2ª ed.). Belo horizonte: Autêntica Editora.
Chartier, R. (2011b). A força das representações: história e ficção. Chapecó, SC: Argos.
Chartier, R. (2014) O que é um autor? Revisão de uma genealogia. São Carlos: EdUFSCar. Durkheim, E. (1996). As formas elementares da vida religiosa: o sistema totêmico na Austrália. São Paulo: Martins Fontes.
Freire, J.R.B. (2009). Uma Constituição Legal para os índios? Em: Versiani, MH; Maciel, I e Santos, NM (Orgs.). Cidadania em Debate. Rio de Janeiro: Ed. Museu da República.
IBGE (2012). Os indígenas no Censo Demográfico 2010: primeiras considerações com base no quesito cor ou raça Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.
Junqueira, C. (2004). Pajés e feiticeiros. Estudos Avançados, 18 (52), 289-302. Obtido em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142004000300018
Langdon, E.J., & Wiik, FB (2010). Antropologia, saúde e doença: uma introdução ao conceito de cultura aplicado às ciências da saúde. Rev. Latino-Am. Enfermagem, 18(3), 173-181.
Lévi-Strauss, C. (1996). A estrutura dos mitos. Em: Antropologia estrutural (pp. 237 – 265) Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro.
Macdonell, R.B. (2011). Mitos do povo Makuxi registrados pelo monge beneditino Dom Alcuíno Meyer, O. B. S. entre 1926 e 1948. Brasília: Diocese de Roraima.
Oliveira, M. (2012). O conceito de representações coletivas: uma trajetória da divisão do trabalho. Às formas elementares. Debates do NER, 22, 67-94.
Rabelo Filho, M.G., & Araújo, J.B. (2015). A representação social do Kanaimî, do Piya’San e do Tarenpokon. Revista Científica do Núcleo de Pesquisas Eleitorais e Políticas da Amazônia - NUPEPA/UFRR. 03(02), 626-637.
Souza, M.S.A. (2014). Cosmologia makuxi: arte, mitos e ritos. Salvador - BA: UCSal, 8(3), 183-194.
Vieira, J.G. (2014). Missionários, fazendeiros e índios em Roraima: a disputa pela terra – 1777 a 1980 (2ª ed.). Boa Vista: Editora da UFRR

Novedades
Estadísticas
Cómo citar
1.
Rocha, Bruno Miranda da; Pellon, Luiz Henrique Chad; Amorim, Wellington Mendonça de. Representaciones del cuidado en las oraciones Makuxi: historia, mito y salud. Cultura de los cuidados. 2023; 27(65): 93-04. Disponible en: http://ciberindex.com/c/cc/65093cc [acceso: 02/06/2023]
Comentarios

DEJA TU COMENTARIO     VER 0 COMENTARIOS

Normas y uso de comentarios


Hay un total de 0 comentarios


INTRODUCIR NUEVO COMENTARIO

Para enviar un comentario, rellene los campos situados debajo. Recuerde que es obligatorio indicar un nombre y un email para enviar su comentario (el email no sera visible en el comentario).

Nombre:
e-mail:
Comentario: