Promoción de la salud y prevención de la lesión por presión: expectativas del enfermero de la atención primaria

Health promotion and prevention of pressure injury: expectations of primary health care nurses

Promoção da saúde e prevenção da lesão por pressão: expectativas do enfermeiro da atenção primária

  • Cilene Fernandes Soares Enfermeira da Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil
  • Ivonete Teresinha Schülter Buss Heideman Professora do Departamento de Enfermagem da UFSC. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil
Palabras clave: Promoción de la salud, Atención primaria para la salud, Prevención de enfermedades
Key-words: Nursing, Pressure ulcer, Health promotion, Primary health care, Prevention of diseases
Palavras chave: Enfermagem, Úlcera por pressão, Promoção da saúde, Atenção primária à saúde, Prevenção de doenças

Resumen

Abstract

Resumo

Bibliografía

1 Moraes JT, Borges EL, Lisboa CR, Cordeiro DCO, Rosa EG, Rocha NA. Conceito e classificação de lesão por pressão: atualização do national pressure ulcer advisory panel. Enferm Cent O Min [Internet]. 2016 [cited 2016 Oct 16]; 6(2):2292-306 Available from: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v6i2.1423

2 Pieper M, editor. Pressure ulcers: prevalence, incidence, and implications for the future. Washington, DC: National Pressure Ulcer Advisory Panel; 2013.

3 Smith IL, Brown S, Mcginnis E, Briggs M, Coleman S, Dealey C, et al. Exploring the role of pain as an early predictor of category 2 pressure ulcers: a prospective cohort study. BMJ Open [Internet]. 2017 jan 20 [cited 2017 Oct 16]; 7(1):e013623. Available from: http://bmjopen.bmj.com/content/7/1/e013623

4 Cabello Granado PA, Arévalo-Velasco JM. Estimación del coste sanitario de las úlceras por presión en pacientes lesionados medulares. Rev Gerenc Polít Salud [Internet]. 2016 [cited 2016 Oct 16]; 15(30): 60-7. Available from: http://dx.doi. org/10.11144/Javeriana.rgyps15-30.ecsu

5 Briggs M, Collinson M, Wilson L, Rivers C, McGinnis E, Dealey C, et al. The prevalence of pain at pressure areas and pressure ulcers in hospitalised patients. BMC Nurs [Internet]. 2013 [cited 2016 Oct 16]; 12: 19. Available from: http://dx.doi. org/10.1186/1472-6955-12-19.

6 Borges EL, Fernandes FP. Úlcera por pressão. In: Domansky RC, Borges EL. Manual para prevenção de lesões de pele: recomendações baseadas em evidências. 2 ed.Rio de Janeiro: Rubio; 2014.

7 Pires MRGM. Duarte EC, Gottems LBD, Figueiredo NVF, Spagnol CA. Fatores associados à atenção domiciliária: subsídios à gestão do cuidado no âmbito do SUS. Rev Esc Enferm USP. 2013 47(3):648-56.

8 Cavalcante ML, Borges CL, Moura AM, Carvalho RE. Indicadores de saúde e segurança entre idosos institucionalizados. Rev Esc Enferm USP [Internet]. 2016 [cited 2016 Oct 16]; 50 (4): 602-9. Available from: http://dx.doi. org/10.1590/S0080-623420160000500009.

9 Queiroz ACCM, Mota DDCF, Bachion MM, Ferreira ACM. Úlceras por pressão em pacientes em cuidados paliativos domiciliares: prevalência e características. Rev Esc Enferm USP 2014; 48(2):264-71.

10 Sociedade Iberoamericana Ulceras e Feridas. Declaração do Rio de Janeiro sobre a prevenção das úlceras por pressão como um direito universal [Internet]. 2011 [cited 2014 Jan 10]. Available from: http://silauhe.org/img/Declaracao%20do%20Rio%20- %20Portugues.pdf.

11 Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Promoção da Saúde. 3 ed. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2010.

12 Durand MK, Heidemann ITSB. Promoção da autonomia da mulher na consulta de enfermagem em saúde da família. Rev Esc Enferm USP. 2013; 47(2):288-95.

13 Czeresnia D. O conceito de saúde e a diferença entre prevenção e promoção. In: Czeresnia D, Freitas CM, organizadores. Promoção da saúde: conceitos, reflexões, tendências. Ed. Fiocruz. Rio de Janeiro. 2003.

14 Garcia-Días JF, Cabello-Jaime R, Muñoz-Conde M, Bergera-Lezaun I, Blanca- Barba F, Carrasco-Herrero JM, et al. Validación de las escalas de Braden y EMINA en pacientes de atención domiciliaria incluidos en programa de inmovilizados. Gerokomos.2015; 26(4): 150-6.

15 Moro JV, Caliri MHL. Pressure ulcer after hospital discharge and home care. Esc Anna Nery [Internet]. 2016 [cited 2016 Oct 16]; 20(3):e20160058. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452016000300203&lng=en&nrm=iso&tlng=en

16 Barbosa TP, Beccaria LM, Polettin NAA. Avaliação do risco de úlcera por pressão em UTI e assistência preventiva de enfermagem. Rev Enferm UERJ. 2014; 22(3):353-8.

17 Vieira CPB, Oliveira EWF, Ribeiro MGC, Luz MHBA, Araújo OD. Ações preventivas em úlceras por pressão realizadas por enfermeiros na atenção básica. J Res: Fundam Care. Online [Internet] 2016 [cited 2016 Oct 16]; 8(2):4447-59. Available from: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/4617

18 Basso JF, Monticelli M. Expectativas de participação de gestantes e acompanhantes para o parto humanizado. Rev Latino-am Enfermagem. 2010; 18(3):390-7.

19 Trentini M, Paim, L, Silva DMG. Pesquisa convergente-assistencial delineamento provocador de mudanças nas práticas de saúde. 3ªed. Porto Alegre (RS): Moriá, 2014. 

20 Borghardt AT, Prado TN, Araújo TM, Rogenski NMB, Bringuente MEO. Evaluation of the pressure ulcers risk scales with critically ill patients: a prospective cohort study. Rev Latino-am Enfermagem [Internet]. 2015 [cited 2016 Oct 16]; 23(1): 28-35. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692015000100028&lng=en&tlng=en

21 Freitas JPC, Alberti LR. Aplicação da escala de Braden em domicílio: incidência e fatores associados à úlcera por pressão. Acta Paul Enferm. 2013; 26(6):515-21.

22 Chou R, Dana T, Bougatsos C, Blazina I, Starmer AJ, Reitel K, et al. Pressure ulcer risk assessment and prevention: a systematic comparative effectiveness review. Ann Intern Med. 2013 jul; 159(1):28-38.

23 Pereira AGS, Santos CT, Menegon DB, Mello B, Azambuja F, Lucena AF. Mapeamento de cuidados de enfermagem com a NIC para pacientes em risco de úlcera por pressão. Rev Esc Enferm USP. 2014; 48(3):454-61.

24 European Pressure Ulcer Advisory Panel, National Pressure Ulcer Advisory Panel. Treatment of pressure ulcers: quick reference guide. Washington DC (US): National Pressure Ulcer Advisory Panel; 2014.

25 Dealey C. Tratamento de pacientes com feridas crônicas. In: Dealey C. Cuidando de feridas: um guia para as enfermeiras. 3a ed. São Paulo (SP): Atheneu; 2012.

26 Araújo TM, Araújo MF, Caetano JA. O uso da escala de Braden e fotografias na avaliação do risco para úlceras por pressão Rev Esc Enferm USP. 2012; 46(4):858-64.

27 Cameron R, Rodgers A, Welsh L, McGown K. Developing eLearning for pressure ulcer prevention and management. Br J Nurs [Internet]. 2014 ago 23(15):S16-S18-S20 passim doi: 10.12968.

28 Silva LMS, Fernandes MC, Mendes EP, Evangelista NC, Torres RAM. Trabalho interdisciplinar na estratégia saúde da família: enfoque nas ações de cuidado e gerência. Rev Enferm UERJ. 2012; 20(2):784-8.

29 Pereira AGS, Santos CT, Menegon DB, Mello B, Azambuja F, Lucena AF. Mapeamento de cuidados de enfermagem com a NIC para pacientes em risco de úlcera por pressão. Rev Esc Enferm USP. 2014; 48(3):454-61.

30 Menegon DB, Bercini RR, Santos CT, Lucena AF, Pereira AGS, Scain,SF. Braden subscales analysis as indicative of risk for pressure ulcer. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2012 [cited 2017 Jan 16]; 21(4):854-61. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072012000400016&lng=en&nrm=iso&tlng=en

31 Queiroz ACCM, Mota DDCF, Bachion MM, Ferreira ACM. Úlceras por pressão em pacientes em cuidados paliativos domiciliares: prevalência e características. Rev Esc Enferm USP. 2014; 48(2):264-71.

32 Tiago F, Oliveira CT, Silva SS, Melo AS. Conhecimento dos graduandos de enfermagem relativo à úlcera por pressão: um estudo no cenário privado. Nursing. 2012 ; 14(164):21-8. 

33 Maceno PR, Heidemann ITSB. Unveiling the actions of nurses in primary health care groups. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2016 [cited 2017 Jan 16], 25(4):e2140015 Available from: http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072016002140015.

34 Mascarenhas NB, Melo CMM, Fagundes NC. Produção do conhecimento sobre promoção da saúde e prática da enfermeira na atenção primária. Rev Bras Enferm. 2012; 65(6):991-9.

35 Oliveira ES, Oliveira CR, Oliveira RC, Souza FS, Xavier IS. Política nacional de promoção da saúde e a prática de enfermagem: revisão integrativa. Rev Enferm UFPE online [Internet]. 2014 mar [cited 2017 Jan 16]; 8(3):735-41. Available from:

36 Oliveira MB, Cavalcante EGR, Oliveira DR, Leite CEA, Machado MFAS. Educação em saúde como prática de enfermeiros na estratégia saúde da família. Rev Rene. 2013 14(5):894-903. 

37 Heidemann ITSB, Wosny AM, Boehs AE. Promoção da saúde na atenção básica: estudo baseado no método de Paulo Freire. Ciênc Saúde Coletiva. 2014 Ago; 19(8):3553-9.

38 Netto L, Silva KL, Rua MS. Competency building for health promotion and change in the care model. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2016 [cited 2017 Jan 16]; 25(2): e2150015. Available from: http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072016002150015 

39 Rocha PA, Soares TC, Farah BF, Friedrich DBC. Promoção da saúde: a concepção do enfermeiro que atua no programa saúde da família. Rev Bras Promo Saúde. 2012 Abr-Jun; 25(2):215-20.

40 Melo MRC, Dantas VLA. Círculos de cultura e promoção da saúde na estratégia de saúde da família. Rev Bras Promoç Saúde. 2012 Jul-Set; 25(3):328-36.

41 Teixeira MB, Casanova A, Oliveira CCM, Ensgtrom EM, Bodste RCA. Avaliação das práticas de promoção da saúde: um olhar das equipes participantes do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica. Saúde Debate. 2014 out; 38(esp):52-68.

Novedades
Estadísticas
Cómo citar
1.
Soares, Cilene Fernandes; Heideman, Ivonete Teresinha Schülter Buss. Promoción de la salud y prevención de la lesión por presión: expectativas del enfermero de la atención primaria. Texto & Contexto. 10 de julio de 2018; 27(2). Disponible en: http://ciberindex.com/c/tc/27203p [acceso: 22/09/2018]
Sección
Artículo Original
Comentarios

DEJA TU COMENTARIO     VER 0 COMENTARIOS

Normas y uso de comentarios


Hay un total de 0 comentarios


INTRODUCIR NUEVO COMENTARIO

Para enviar un comentario, rellene los campos situados debajo. Recuerde que es obligatorio indicar un nombre y un email para enviar su comentario (el email no sera visible en el comentario).

Nombre:
e-mail:
Comentario: