Validação transcultural para a população portuguesa da Care Dependency Scale for Rehabilitation

Cross-cultural validation for the Portuguese population of the Care Dependency Scale for Rehabilitation

Validación cultural para la población portuguesa de la Care Dependency Scale for Rehabilitation

  • Sara Bernardo ACES Pinhal Litoral (Leiria, Portugal)
  • Maria do Rosário Carreiró de Carvalho e Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (Coimbra, Portugal)
Palabras clave: dependencia, enfermería, rehabilitación, escala de dependencia en cuidados de rehabilitación, estudios de validación
Key-words: dependency, nursing, rehabilitation, care dependency scale for rehabilitation, validation studies
Palavras chave: dependência, enfermagem, reabilitação, escala de dependência em cuidados de reabilitação, estudos de validação

Resumen

Abstract

Resumo

Bibliografía

Amorim, M. I. (2009). Para lá dos números: Aspetos psicossociais e qualidade de vida do individuo com diabetes mellitus tipo 2 (Tese de doutoramento não publicada). Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, Porto, Portugal.
Beaton, D., Bombardier, C., Guillemin, F., & Ferraz, M. B. (2000). Guidelines for the process of cross-cultural adaptation of self-report measures. Spine, 25(24), 3186-3191. doi: 10.1097/00007632-200012150-00014146
Conselho Internacional de Enfermeiros. (2006). Classificação internacional para a prática de enfermagem: Versão 1.0. Lisboa, Portugal: Ordem dos Enfermeiros.
Decreto Lei nº 101/2006 de 6 de junho. Diário da República nº109/06 - I série A. Ministério da Saúde. Lisboa, Portugal.
Dijkstra, A., Smith, J., & White, M. (2006). Measuring care dependency with the Care Dependency Scale (CDS): A manual. Recuperado de https://www.umcg.nl/sitecollectiondocuments/research/institutes/share/assessment%20tools/cds%20manual%20english.pdf
Eichhorn-Kissel, J. (2011). The Care Dependency Scale for Rehabilitation: An investigation of its psychometric properties and clinical utility (Doctoral dissertation). Medical University Graz, Institute of Nursing Science Graz, Austria.
Gonçalves, E. V. (2012). Dependência dos idosos no domicílio e sobrecarga dos cuidadores: Impacto de um programa de enfermagem de reabilitação (Dissertação de mestrado não publicada). Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Portugal.
Grelha, P. A. (2009). Qualidade de vida dos cuidadores informais de idosos dependentes em contexto domiciliário (Dissertação de mestrado não publicada). Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina, Portugal.
Laros, J. (2005). O uso da análise fatorial: Algumas diretrizes para pesquisadores: Análise fatorial para pesquisadores. In LabPAM saber e tecnologia (pp.1-31). Brasília, Brasil: Pasquali.
Ministério da Saúde. (2014). Relatório de monitorização do desenvolvimento e da atividade da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI): 1º semestre 2014. Lisboa, Portugal: Autor.
Pereira, M., & Roios, E. (2011). Crenças e ajustamento psicossocial à doença crónica. Psicologia na Actualidade, 3, 36-47. Recuperado de http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/16282
Pestana, M. H., & Gageiro, J. N. (2005). Análise de dados para ciências sociais: A complementariedade do SPSS. Lisboa, Portugal: Edições Sílabo.
Quintana, J. M., Ferreira, E. Z., Santos, S. S., Pelzer, M. T., Lopes, M. J., & Barros, E. J. (2014). A utilização da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde no cuidado aos idosos. Revista de Enfermagem Referência, 4(1), 145-152. doi: 10.12707/RIII12151
Ribeiro, O. M., Pinto, C. A., & Regadas, S. C. (2014). A pessoa dependente no autocuidado: Implicações para a enfermagem. Revista de Enfermagem Referência, 4(1), 25-36. doi: 10.12707/RIII12162
Sequeira, C. (2010). Cuidar de idosos com dependência física e mental. Lisboa, Portugal: Grupo Lidel.
Silveira, L., Macagnan, J. B., Fuck, J. A., & Lagana, M. T. (2011). Medida de Independência Funcional: Um desafio para a enfermagem. Revista de Saúde Pública de Santa Catarina, 4(1), 70-83. Recuperado de http://revista.saude.sc.gov.br/index.php/inicio/article/view/92/135
Vilelas, J. (2009). Investigação: O processo de construção do conhecimento. Lisboa, Portugal: Edições Silabo

Novedades
Estadísticas
Cómo citar
1.
Bernardo, Sara; Sá, Maria do Rosário Carreiró de Carvalho e. Validación cultural para la población portuguesa de la Care Dependency Scale for Rehabilitation. Revista De Enfermagem Referência. 2018; 4(19): 137-46. Disponible en: http://ciberindex.com/c/ref/419137p [acceso: 21/08/2019]
Sección
Artículos de Investigación
Comentarios

DEJA TU COMENTARIO     VER 0 COMENTARIOS

Normas y uso de comentarios


Hay un total de 0 comentarios


INTRODUCIR NUEVO COMENTARIO

Para enviar un comentario, rellene los campos situados debajo. Recuerde que es obligatorio indicar un nombre y un email para enviar su comentario (el email no sera visible en el comentario).

Nombre:
e-mail:
Comentario: