Perceção dos profissionais de saúde das limitações à notificação do erro/evento adverso

Health professionals’ perception of the limitations to the notification of the error/adverse event

Percepción de los profesionales de la salud sobre las limitaciones a la notificación del error/evento adverso

  • Sónia Maria Silvestre de Lima Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira (Angra do Heroísmo, Portugal)
  • Marcia Agostinho Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira (Angra do Heroísmo, Portugal)
  • Liliana Mota Escola Superior de Saúde Norte da Cruz Vermelha Portuguesa (Oliveira de Azeméis, Portuga)
  • Fernanda Príncipe Escola Superior de Saúde Norte da Cruz Vermelha Portuguesa (Oliveira de Azeméis, Portugal)
Palabras clave: personal de salud, errores médicos, near miss salud, notificación
Key-words: health personnel, medical errors, near miss, notification
Palavras chave: pessoal de saúde, erros médicos, near miss, notificação

Resumen

Abstract

Resumo

Bibliografía

Conselho da União Europeia. (2009). Recomendação do conselho sobre a segurança dos pacientes, incluindo a prevenção e o controlo de infecções associadas aos cuidados de saúde. Recuperado de http://ec.europa.eu/health/ph_systems/docs/patient_rec2009_pt.pdf
Costa, M. F. (2014). Cultura de segurança do doente num hospital da região centro: Percepção dos profissionais (Dissertação de mestrado). Recuperado de https://estudogeral.sib.uc.pt/bitstream/10316/27362/1/dissertação Marina_pronta.pdf
Despacho nº 1400-A/2015 de 10 de fevereiro. Diário da República nº 28/15 - II Série. Ministério da Saúde. Lisboa, Portugal.
Direção-Geral da Saúde. (2012). Sistema nacional de notificação de incidentes e eventos adversos. Lisboa, Portugal: Autor.
Direção-Geral da Saúde. (2016). Relatório de progesso de monitorização: Sistema nacional de notificação de incidentes. Recuperado de https://www.dgs.pt/servicos-on-line1/notific-sistema-nacional-de-notificacoes-de-incidentes-e-de-eventos-adversos.aspx
Direção-Geral da Saúde. (2011). Estrutura concetual da classificação internacional sobre segurança do doente: Relatório técnico final. Recuperado de https://www.dgs.pt/.../classificacao-internacional-sobre-seguranca-do-doente-png.aspx
Direção-Geral da Saúde, Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Hospitalar. (2015). Relatório segurança dos doentes: Avaliação da cultura nos hospitais. Recuperado de https://www.dgs.pt/documentos-e-publicacoes/relatorio-seguranca-dos-doentes-avaliacao-da-cultura-nos-hospitais.aspx
Fernandes, A. M., & Queirós, P. J. (2011). Cultura de segurança do doente percecionada por enfermeiros em hospitais distritais portugueses. Revista de Enfermagem Referência, 3(4), 37-48. Recuperado de http://www.scielo.mec.pt/pdf/ref/vserIIIn4/serIIIn4a04.pdf
Lima, S. S. (2011). Sistema de notificação de eventos adversos: Contributos para a melhoria da segurança do doente (Dissertação de mestrado). Recuperado de https://run.unl.pt/handle/10362/9417
Machado, H. (2013). Manual de anestesiologia. Lisboa, Portugal: Lidel.
McGeary, M. G. (1990). Medicare conditions of participation and accreditation for hospitals. In Institute of Medicine (Ed.), Medicare: A strategy for quality assurance: Sources and methods (Vol. 2, 292-343.). Washington, DC: The National Academies Press. Recuperado de https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK235473/
Moumtzoglou, A. (2010). Factors impeding nurses from reporting adverse events. Journal of Nursing Management, 18(5), 542–547. doi.org/10.1111/j.1365-2834.2010.01049.x
Oliveira, J. (2007). Intervenção da ordem dos enfermeiros para a segurança dos cuidados: Perspetiva do conselho diretivo. Ordem dos Enfermeiros, 24, 13-17.
Reason, J. (1998). Achieving a safe culture: Theory and practice. Work & Stress, 12(3), 293–306. Recuperado de http://aml-safety.com.au/AMLstores/_images/pdf-files/21may09-JReason.pdf
Santos, M. C, Grilo, A., Andrade, G., Guimarães, T., & Gomes, A. (2010). Comunicação em saúde e a segurança do doente: Problemas e desafios. Revista Portuguesa de Saúde Pública, 10(10), 47–57. Recuperado de http://www.elsevier.pt/pt/revistas/revista-portuguesa-saude-publica-323/pdf/X0870902510898583/S300/
Silva-Batalha, E. M., & Melleiro, M. M. (2015). Cultura de segurança do paciente em um hospital de ensino: Diferenças de percepção existentes nos diferentes cenários dessa instituição. Texto & Contexto Enfermagem, 24(2), 432–41. doi:10.1590/0104- 07072015000192014
Siqueira, C. L., Silva, C. C., Teles, J. K., & Feldman, L. B. (2015). Gerenciamento de risco: Percepção de enfermeiros em dois hospitais do sul de Minas Gerais. Revista Mineira de Enfermagem, 19(4), 919–926. doi:10.5935/1415-2762.20150071
Sousa, P., Uva, A. S., & Serranheira, F. (2010). Investigação e inovação em segurança do doente. Revista Portuguesa de Saúde Pública, 10(10), 89–95. Recuperado de https://run.unl.pt/bitstream/10362/19760/1/RUN%20-%20RPSP%20-%202010%20-%20V.%20Tematico%20n10a10%20-%20p.89-95.pdf
Soydemir, D., Intepeler, S. S., & Mert, H. (2016). Barriers to medical error reporting for physicians and nurses. Western Journal of Nursing Research, 39(10),1348-1363. doi:10.1177/0193945916671934

Novedades
Estadísticas
Cómo citar
1.
Lima, Sónia Maria Silvestre de; Agostinho, Marcia; Mota, Liliana; Príncipe, Fernanda. Percepción de los profesionales de la salud sobre las limitaciones a la notificación del error/evento adverso. Revista De Enfermagem Referência. 2018; 4(19): 99-06. Disponible en: http://ciberindex.com/c/ref/419099p [acceso: 18/04/2019]
Sección
Artículos de Investigación
Comentarios

DEJA TU COMENTARIO     VER 0 COMENTARIOS

Normas y uso de comentarios


Hay un total de 0 comentarios


INTRODUCIR NUEVO COMENTARIO

Para enviar un comentario, rellene los campos situados debajo. Recuerde que es obligatorio indicar un nombre y un email para enviar su comentario (el email no sera visible en el comentario).

Nombre:
e-mail:
Comentario: