Condições de desinfecção de superfícies inanimadas em unidades de terapia intensiva

Conditions of disinfection of inanimated surfaces in intensive therapy units

Condiciones de desinfección de superficies inanimadas en unidades de terapia intensiva

  • Mayara Esquivel de Souza Graduada em Enfermagem pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste)
  • Helder Ferreira Graduado em Enfermagem pela Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO), Mestre pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade de São Paulo (USP), Professor Assistente do Departamento de Enfermagem da Unioeste
  • Adriana Zilly Graduada em Biologia pela UEM, Mestre e Doutora pela UEM, Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem e do Programa de Pós-Graduação em Educação e Saúde Pública da Unioeste
  • Andréa Luciana Araújo de Mattos Graduanda em Enfermagem, MBA em Gestão Hospitalar, Especialista em Enfermagem / Urgência e Emergência pela Faculdade União das Américas (UNIAMÉRICA), Gerente das UTIs do Hospital Ministro Costa Cavalcanti
  • Loreni Silva Groth Pereira Graduada em Enfermagem pela UNIAMÉRICA, Especialista em Gestão Hospitalar, Supervisora das UTIs do Hospital Ministro Costa Cavalcanti
  • Rosane Meire Munhak da Silva Graduada em Enfermagem pela Unioeste, Mestre pela Unioeste, Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da USP, Professora Assistente do Departamento de Enfermagem da Unioeste
Palabras clave: Infección Hospitalaria, Servicio de Limpieza en Hospital, Contaminación de Equipos, Enfermería
Key-words: Cross Infection, Hospital Housekeeping, Equipment Contamination, Nursing
Palavras chave: Infecção Hospitalar, Serviço Hospitalar de Limpeza, Contaminação de Equipamentos, Enfermagem

Resumen

Abstract

Resumo

Bibliografía

1. Isla. Instituto Latino Americano de Sepse. Conselho Federal de Medicina. Sepse: um problema de saúde pública. Brasília (DF): Conselho Federal de Medicina; 2016.
2. Deptula A,Trejnowska E, Ozorowski T, Hryniewicz W. Risk factors for healthcare-associated infection in light of two years of experience with the ECDC point prevalence survey of healthcare-associated infection and antimicrobial use in Poland. J hosp infec. 2015;90:310-5.
3. Cardoso AM, Reis, C. Contaminação de superfícies inanimadas de UTI por bactérias Gram negativas multirresistentes em hospital universitário de Goiânia, GO. Rev bras an clin [internet]. 2016 [acesso 2017 Mai 20];48(3 supl.1):59-65. Disponível em: http://www.rbac.org.br/wpcontent/ uploads/2016/09/RBAC_-2016-supl.-01-completa-corrigida. pdf
4. Kelly D, Kutney-Lee A, Lake ET, Aiken LH. The critical care work environment and nurse-reported health care-associated infections. Am J crit care [internet]. 2013 [acesso em 2016 Out 20];22(6):482- 8. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/ PMC3996829/>
5. Ferreira AM, Andrade D, Rigotti MA, Ferreira MVF. Condições de limpeza de superfícies próximas ao paciente, em uma unidade de terapia intensiva. Rev latino-am Enferm [internet]. 2011 mai/jun[acesso 2016 Out 01];19(3):[08 telas]. Disponível: <http://www.scielo.br/pdf/rlae/ v19n3/pt_15.pdf>
6. Oliveira HM, Silva CPR, Lacerda RA. Políticas de controle e prevenção de infecções relacionadas à assistência à saúde no Brasil: análise conceitual. Rev esc enferm USP [internet]. 2016 [acesso 2017 Jul 01];50(3):502-8. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/reeusp/ v50n3/pt_0080-6234-reeusp-50-03-0505.pdf>
7. Renner JDP, Carvalho ED. Microrganismos isolados de superfícies da UTI adulta em um hospital do Vale do Rio Pardo - RS. Rev epidemiol cont infec [internet]. 2013 [acesso 2017 Mai 21];3(2):40-4. Disponível em: <https://online.unisc.br/seer/index.php/epidemiologia/article/ view/3290/2783>
8. Sales VM, Oliveira E, Célia R, Gonçalves FR, Melo CC. Análise microbiológica de superfícies inanimadas de uma unidade de terapia intensiva e a segurança do paciente. Rev enferm ref [internet]. 2014 [acesso 2017 Jul 02];4(3):45-53. Disponível em: <http://www.scielo. mec.pt/pdf/ref/vserIVn3/serIVn3a06.pdf>
9. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Segurança do paciente em serviços de saúde: limpeza e desinfecção de superfícies. Brasília (DF): Anvisa; 2010.
10. Griffith CJ, Obee P, Cooper RA, Burton NF, Lewis M. The effectiveness of existing and modified cleaning regimens in a Welsh hospital. J hosp infect [internet]. 2007 [acesso 2017 Jun 28];66:352-9. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1016/j.jhin.2007.05.016>
11. Ferreira AM, Andrade D, Rigotti MA, Almeida MTG, Guerra OG, Santos Junior AG. Avaliação da desinfecção de superfícies hospitalares por diferentes métodos de monitoramento. Rev latino-am enferm [internet]. 2015 [acesso 2017 Jun 29];23(3):466-74. Disponível em: <http://www. scielo.br/pdf/rlae/v23n3/pt_0104-1169-rlae-23-03-00466.pdf>
12. Ferreira H, Garcia LB, Carrara-Marrone FE, Tognim MCB, Cardoso CL. Susceptibilidade de amostras clínicas de pseudomonas aeruginosa a antibióticos e a clorexidina. Rev epidemiol control infect [internet]. 2014 [acesso 2017 Jun 30];4(4):243-8. Disponível em: <https://online. unisc.br/seer/index.php/epidemiologia/article/view/5044/3986>
13. Rosado AV, Silva FL. A avaliação da eficácia de antissépticos nas mãos dos profissionais. Rev Saúde Foco [internet]. 2016 jan/jun [acesso 2017 Jun 30];3(1):01-19. Disponível em: <http://www4.fsanet.com.br/ revista/index.php/saudeemfoco/article/view/949/1005>
14. Gonçalves LR, Luz PCT, Azevedo ALO. Avaliação microbiológica de incubadoras: antes e depois a limpeza em uma maternidade de Teresina – PI. R interd [internet] 2016 [acesso em 2017 Jun 10];9(2):57-64. Disponível em: <http://revistainterdisciplinar.uninovafapi.edu.br/ index.php/revinter/article/view/1001/pdf_312>
15. Oliveira AC, Paula AO. A percepção dos profissionais de saúde em relação a higienização das mãos. Rev pesq cuid fundam [internet]. 2017 abr/jun [acesso 2017 Jul 04];9(2):321-6. Disponível em: <http://seer.unirio.br/ index.php/cuidadofundamental/article/view/3832/pdf_1>
16. Pereira JG, Zan RA, Jardin CF, Meneguetti DUO. Análise de fungos anemófilos em hospital da cidade de Ariquemes, Rondônia, Amazônia Ocidental, Brasil. Rev epidemiol control infect [internet]. 2014 [acesso 2017 Jun 15];4(1):18-22. Disponível em: <https://online.unisc.br/seer/ index.php/epidemiologia/article/view/4187/3380>
17. Lucchetti-Miganeh C, Redelberger D, Chambonnier G, Rechenmann F, Elsen S, Bordi C, et al. Pseudomonas aeruginosa genome evolution in patients and under the hospital environment. Pathogens [internet]. 2014 jun [acesso 2017 Jun 20];3(2):309-40. Disponível em: <https:// www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4243448/>
18. Dereli N, Ozayar E, Degerli S, Sahin S, Koç F. Três anos de avaliação das taxas de infecção nosocomial em UTI. Rev bras anestesiol [internet]. 2013 [acesso 2017 Jun 20];63(1):73-84. Disponível em: <http://www. scielo.br/pdf/rba/v63n1/v63n1a06.pdf>
19. Bathke J, Cunico PA, Maziero ECS, Cauduro FLF, Sarquis LMM, Cruz EDA. Infraestrutura e adesão à higienização das mãos: desafios à segurança do paciente. Rev gaúcha enferm [internet]. 2013 [acesso 2017 Jun 30];34(2):78-85. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ rgenf/v34n2/v34n2a10.pdf>
20. Fernandes ACL, Lima DWC, Lima LCS, Oliveira LK, Vieira NA. Sistematização da assistência de enfermagem na prevenção de infecção na unidade de terapia intensiva. Rev pesq cuid fundam [internet]. 2014 [acesso em 2017 Jun 10];6(4):1580-9. Disponível em: <http://www. seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/2906/ pdf_1006>
21. Conde KAP, Silva ES, Silva CO, Ferreira E, Freitas FGR, Castro I, et al. Differences in sepsis treatment and outcomes between public and private hospitals in Brazil: a multicenter observational study. Plos One [internet]. 2013 jun [acesso em 2017 Jul 10];8(6):e64790. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3675193/>
22. CDC – Centers for Diseases Control. Healthcare-associated Infections (HAI). 2017 [acesso em 2017 Jun 10]. Disponível em: <http://www. cdc.gov/hai/>

Novedades
Estadísticas
Cómo citar
1.
Souza, Mayara Esquivel de; Ferreira, Helder; Zilly, Adriana; Mattos, Andréa Luciana Araújo de; Pereira, Loreni Silva Groth; Silva, Rosane Meire Munhak da. Condiciones de desinfección de superficies inanimadas en unidades de terapia intensiva. Revista De Pesquisa: Cuidado é Fundamental. 2019; 11(4): 951-6. Disponible en: http://ciberindex.com/c/ps/P951956 [acceso: 17/07/2019]
Sección
Pesquisa
Comentarios

DEJA TU COMENTARIO     VER 0 COMENTARIOS

Normas y uso de comentarios


Hay un total de 0 comentarios


INTRODUCIR NUEVO COMENTARIO

Para enviar un comentario, rellene los campos situados debajo. Recuerde que es obligatorio indicar un nombre y un email para enviar su comentario (el email no sera visible en el comentario).

Nombre:
e-mail:
Comentario: