Educação permanente e gestão em saúde: a concepção de enfermeiros

Permanent education and health management: a conception of nurses

Educación permanente y gestión de la salud: una concepción de enfermeros

  • Luciana Teixeira Rossetti
  • Clarissa Terenzi Seixas Universidade Federal de Minas Gerais (Minas Gerais, Brasil)
  • Edna Aparecida Barbosa de Castro Universidade Federal de Juiz de Fora (Juiz de Fora, Brasil)
  • Denise Barbosa de Castro Friedrich Universidade Federal de Juiz de Fora (Juiz de Fora, Brasil)
Palabras clave: Educación continuada, Enfermería, Administración de servicios de salud
Key-words: Education continuing, Nursing, Health services administration
Palavras chave: Educação continuada, Enfermagem, Administração de serviços de saúde

Resumen

Abstract

Resumo

Bibliografía

1. Ministério da Saúde (BR). Constituição da República Federativa do Brasil, 1988. 1. ed. Brasília: Centro de Documentação e Informação;Coordenação de Publicações,2004.
2. Ministério da Saúde (BR). SGTES/DGEPS. Política de Educação e Desenvolvimento para o SUS: caminhos para a educação permanente em saúde Polos de Educação Permanente em Saúde. Brasília,2004.66 p.
3. Amestoy SC, Mibrath VM, Cestari ME, Thofehrn MB. Educação permanente e sua inserção no trabalho da enfermagem. Cienc Cuid Saude. 2008; 7(1):83-8.
4. Lopes SRS, Piovesan ETA, Melo LO, Pereira MF. Potencialidades da educação permanente para a transformação das práticas de saúde. Comun cienc Saude. 2007; 18(2):147-155.
5. Feuerwerker LCM. Modelos tecnoassistenciais, gestão e organização do trabalho em saúde: nada é indiferente no processo de luta para a consolidação do SUS. Interface (Botucatu). 2005; 9(18):489-506.
6. EPS em movimento. O Aprender e o engendramento de um novo campo de possibilidades: outrar-se. 2014. Disponível em: http://eps.otics.org/ material/entrada-textos-em-cena/arquivos-em-pdf/o-aprender-e-oengendramento- de-um-novo-campo-de-possibilidades-outrar-se.
7. Merhy EE. Educação Permanente em Movimento - uma política de reconhecimento e cooperação, ativando os encontros do cotidiano no mundo do trabalho em saúde, questões para os gestores, trabalhadores e quem mais quiser se ver nisso. Saúde em Redes. 2015; 1(1):07-14.
8. Feuerwerker LCM. Reflexões sobre as experiências de mudança na formação dos profissionais de saúde. Olho Mágico. 2003; 10(3):21-6.
9. Stroschein KA, Zocche DA. Educação permanente nos serviços de saúde: um estudo sobre as experiências realizadas no Brasil. Trab. educ. saúde[periódico na Internet]. 2011 [citado 2017 mai.22];9(3):505-19. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext& pid=S198177462011000300009&lng=en&nrm=iso.
10. Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 14. ed. São Paulo: Hucitec,2014.
11. Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais. Resolução SES-MG nº 3.070 de 30 de dezembro de 2011. Belo Horizonte: Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais; 2011.
12. Alencar TOS, Nascimento MAA do, Alencar BR. Hermenêutica dialética: uma experiência enquanto método de análise na pesquisa sobre o acesso do usuário à assistência farmacêutica. Rev Bras Promoç Saúde. 2012; 25(2):243-50.
13. Mendes EV. As redes de atenção à saúde. Ciênc saúde coletiva. 2010; 15(5):2297-305.
14. Campos GWS. Subjetividade e administração de pessoal: considerações sobre modos de gerenciar trabalho em equipes de saúde. In: Merhy EE, Onocko R. (Org.). Agir em saúde: um desafio para o público. São Paulo: Hucitec,1997. p.229-66.
15. Merhy EE.Saúde:a cartografia do trabalho vivo em ato. São Paulo: Hucitec,2002.
16. Barth PO, Aires M, Santos JLG, Ramos FRS. Educação permanente em saúde: concepções e práticas de enfermeiros de unidades básicas de saúde. Rev. Eletr. Enf. 2014; 16(3):604-11.
17. Grillo MJC, Silva KL, Sena RR, Tavares TS. A formação do enfermeiro e a necessidade de consolidação do sistema nacional de saúde. REAS. 2013;2(2):57-68.
18. Lima AS, Nicolato FV, Dutra HS, Bahia MTR, Farah BF. A Educação Permanente na gestão da atenção primária de saúde no Sistema Único de Saúde. Rev enferm UFPE. 2015; 9(4):8135-45

Novedades
Estadísticas
Cómo citar
1.
Rossetti, Luciana Teixeira; Seixas, Clarissa Terenzi; Castro, Edna Aparecida Barbosa de; Friedrich, Denise Barbosa de Castro. Educación permanente y gestión de la salud: una concepción de enfermeros. Revista De Pesquisa: Cuidado é Fundamental. 2019; 11(1): 129-34. Disponible en: http://ciberindex.com/c/ps/P111129 [acceso: 24/04/2019]
Sección
Pesquisa
Comentarios

DEJA TU COMENTARIO     VER 0 COMENTARIOS

Normas y uso de comentarios


Hay un total de 0 comentarios


INTRODUCIR NUEVO COMENTARIO

Para enviar un comentario, rellene los campos situados debajo. Recuerde que es obligatorio indicar un nombre y un email para enviar su comentario (el email no sera visible en el comentario).

Nombre:
e-mail:
Comentario: