Representações sociais do processo de parturição de mulheres que vivenciaram a gravidez na adolescência

Social representations of the parturition process of women who experienced teenage pregnancy

Representaciones sociales del proceso del parto de las mujeres que experimentaron el embarazo adolescente

  • Greice Carvalho de Matos Universidade Federal de Pelotas (UFPel) (Pelotas, Brasil)
  • Marilu Correa Soares Universidade de São Paulo (USP) (São Paulo, Brasil)
  • Rosani Manfrim Muniz Universidade de São Paulo (USP) (São Paulo, Brasil)
  • Ana Paula de Lima Escobal Universidade Federal de Pelotas (UFPel) (Pelotas, Brasil)
  • Cássia Luíse Boettcher Universidade Federal de Pelotas (UFPel) (Pelotas, Brasil)
  • Pricilla Porto Quadro Universidade Federal de Pelotas (UFPel) (Pelotas, Brasil)
Palabras clave: Parto normal, Cesárea, Adolescente
Key-words: Natural childbirth, Cesarian section, Adolescent
Palavras chave: Parto normal, Cesárea, Adolescente

Resumen

Abstract

Resumo

Bibliografía

1. Coutinho EC, Silva CB, Chaves CMB, Nelas PAB, Parreira VBC, Amaral MO, et al. Gravidez e parto: o que muda no estilo de vida das mulheres que se tornam mães? Revista da Escola de Enfermagem da USP 2014 [acesso em 2 jan 2017]; 48(spe2):17-24. Disponível em: http://www.ee.usp.br/site/Index.php/paginas/mostrar/1419/2094/147
2. Gonçalves K, Soares MC, Demori CC, Matos GC, Escobal APL, Kerber NC. A humanização do processo de parturição sob a ótica de adolescentes. Saúde 2016 [acesso em 2 jan 2017]; 42(1):83-92. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/revistasaude/article/ view/19930/pdf
3. Silva RCD, Soares MC, Jardim VMDR, Kerber NPDC, Meincke SMK. O discurso e a prática do parto humanizado de adolescentes. Texto & Contexto Enferm. 2013 [acesso em 2 jan 2017]; 22(3):629- 636. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_ arttext&pid=S0104-07072013000300008
4. Rangel DLO, Queiroz ABA. Representação social da gravidez na adolescência nesta etapa da vida. Esc Anna Nery ver. Enferm. [internet] 2008 [acesso em 10 set 2016]; 12(4):780-88. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v12n4/v12n4a24.pdf
5. Moscovici S. A representação social da psicanálise. Rio de Janeiro: Zahar; 1978.
6. Moscovici S. Representações sociais: investigação em psicologia social. Tradução de Pedrinho A. Guareschi. 7. ed. Petrópolis: Vozes; 2010.
7. Goodman LA. Snowball Sampling. Annals of Mathematical Statistics. ISECETSIAM 1999; 32(1):148-70.
8. Moraes R, Galiazzi MC. Análise textual discursiva. Ijuí: Ed. Unijuí; 2011.
9. Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 466, de 2012. Dispõe sobre pesquisa com seres humanos. Brasília: MS; 2012 [acesso em 24 jun 2015]. Disponível em: http://conselho.saude. gov.br/resolucoes/2012/Reso466.pdf
10. Oliveira TDCM. Representação social do parto para a mulher diante da primeira gestação. Psicologia [internet] 2015 [acesso em 10 set 2016]; 1(1):1-24. Disponível em: http://www.psicologia.pt/artigos/ textos/A0906.pdf
11. Gama AS, Giffin KM, Tuesta AA, Barbosa GP, Orsi E. Representações e experiências das mulheres sobre a assistência ao parto vaginal e cesárea em maternidades pública e privada. Cad. Saúde Pública [internet] 2009 [acesso em 10 set 2016]; 25(11):2480-88. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102- 311X2009001100017
12. Velho MB, Santos EKA, Colaço VS. Parto normal e cesárea: representações sociais de mulheres que os vivenciaram. Rev. Bras. Enferm. [internet] 2014 [acesso em 10 set 2016]; 67(2):282- 89. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_ arttext&pid=S0034-71672014000200282
13. Pereira RP, Franco SC, Baldin N. A dor e o protagonismo da mulher na parturição. Ver Bras Anestesiol. [internet] 2011 [acesso em 10 set 2016]; 61(3):376-88. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo. php?script=sci_arttext&pid=S0034-70942011000300014&lng=pt&nr m=iso&tlng=pt
14. Organização Mundial da Saúde. Relatório Mundial da Saúde. Recémnascidos nunca mais passarão desapercebidos. Geneva: OMS; 2005.
15. Liu NH, Mazzoni A, ZamberlinN, Colomar M, Chang OH, Arnaud L, et al. Preferences for mode of delivery in nulliparous Argentinean women: a qualitative study. Reprod. Health [internet] 2013 [acesso em 10 set 2016]; 14(10):1-2. Disponível em: http://reproductive-healthjournal. biomedcentral.com/articles/10.1186/1742-4755-10-2
16. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Atenção ao pré-natal de baixo risco. Brasília: Editora do Ministério da Saúde; 2012. 
17. Bento AD, Pereira ALF. Autonomia no parto normal na perspectiva das mulheres atendidas na casa de parto. Rev Rene [internet] 2011 [acesso em 10 set 2016]; 12(3):471-7. Disponível em: http://www. redalyc.org/pdf/3240/324027976004.pdf

Novedades
Estadísticas
Cómo citar
1.
Matos, Greice Carvalho de; Soares, Marilu Correa; Muniz, Rosani Manfrim; Escobal, Ana Paula de Lima; Boettcher, Cássia Luíse; Quadro, Pricilla Porto. Representaciones sociales del proceso del parto de las mujeres que experimentaron el embarazo adolescente. Revista De Pesquisa: Cuidado é Fundamental. 2018; 10(4): 1077-84. Disponible en: http://ciberindex.com/c/ps/P1041077 [acceso: 20/06/2019]
Sección
Pesquisa
Comentarios

DEJA TU COMENTARIO     VER 0 COMENTARIOS

Normas y uso de comentarios


Hay un total de 0 comentarios


INTRODUCIR NUEVO COMENTARIO

Para enviar un comentario, rellene los campos situados debajo. Recuerde que es obligatorio indicar un nombre y un email para enviar su comentario (el email no sera visible en el comentario).

Nombre:
e-mail:
Comentario: