Representaciones sociales del proceso del parto de las mujeres que experimentaron el embarazo adolescente

Social representations of the parturition process of women who experienced teenage pregnancy

Representações sociais do processo de parturição de mulheres que vivenciaram a gravidez na adolescência

  • Greice Carvalho de Matos Universidade Federal de Pelotas (UFPel) (Pelotas, Brasil)
  • Marilu Correa Soares Universidade de São Paulo (USP) (São Paulo, Brasil)
  • Rosani Manfrim Muniz Universidade de São Paulo (USP) (São Paulo, Brasil)
  • Ana Paula de Lima Escobal Universidade Federal de Pelotas (UFPel) (Pelotas, Brasil)
  • Cássia Luíse Boettcher Universidade Federal de Pelotas (UFPel) (Pelotas, Brasil)
  • Pricilla Porto Quadro Universidade Federal de Pelotas (UFPel) (Pelotas, Brasil)
Palabras clave: Parto normal, Cesárea, Adolescente
Key-words: Natural childbirth, Cesarian section, Adolescent
Palavras chave: Parto normal, Cesárea, Adolescente

Resumen

Abstract

Resumo

Bibliografía

1. Coutinho EC, Silva CB, Chaves CMB, Nelas PAB, Parreira VBC, Amaral MO, et al. Gravidez e parto: o que muda no estilo de vida das mulheres que se tornam mães? Revista da Escola de Enfermagem da USP 2014 [acesso em 2 jan 2017]; 48(spe2):17-24. Disponível em: http://www.ee.usp.br/site/Index.php/paginas/mostrar/1419/2094/147
2. Gonçalves K, Soares MC, Demori CC, Matos GC, Escobal APL, Kerber NC. A humanização do processo de parturição sob a ótica de adolescentes. Saúde 2016 [acesso em 2 jan 2017]; 42(1):83-92. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/revistasaude/article/ view/19930/pdf
3. Silva RCD, Soares MC, Jardim VMDR, Kerber NPDC, Meincke SMK. O discurso e a prática do parto humanizado de adolescentes. Texto & Contexto Enferm. 2013 [acesso em 2 jan 2017]; 22(3):629- 636. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_ arttext&pid=S0104-07072013000300008
4. Rangel DLO, Queiroz ABA. Representação social da gravidez na adolescência nesta etapa da vida. Esc Anna Nery ver. Enferm. [internet] 2008 [acesso em 10 set 2016]; 12(4):780-88. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v12n4/v12n4a24.pdf
5. Moscovici S. A representação social da psicanálise. Rio de Janeiro: Zahar; 1978.
6. Moscovici S. Representações sociais: investigação em psicologia social. Tradução de Pedrinho A. Guareschi. 7. ed. Petrópolis: Vozes; 2010.
7. Goodman LA. Snowball Sampling. Annals of Mathematical Statistics. ISECETSIAM 1999; 32(1):148-70.
8. Moraes R, Galiazzi MC. Análise textual discursiva. Ijuí: Ed. Unijuí; 2011.
9. Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 466, de 2012. Dispõe sobre pesquisa com seres humanos. Brasília: MS; 2012 [acesso em 24 jun 2015]. Disponível em: http://conselho.saude. gov.br/resolucoes/2012/Reso466.pdf
10. Oliveira TDCM. Representação social do parto para a mulher diante da primeira gestação. Psicologia [internet] 2015 [acesso em 10 set 2016]; 1(1):1-24. Disponível em: http://www.psicologia.pt/artigos/ textos/A0906.pdf
11. Gama AS, Giffin KM, Tuesta AA, Barbosa GP, Orsi E. Representações e experiências das mulheres sobre a assistência ao parto vaginal e cesárea em maternidades pública e privada. Cad. Saúde Pública [internet] 2009 [acesso em 10 set 2016]; 25(11):2480-88. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102- 311X2009001100017
12. Velho MB, Santos EKA, Colaço VS. Parto normal e cesárea: representações sociais de mulheres que os vivenciaram. Rev. Bras. Enferm. [internet] 2014 [acesso em 10 set 2016]; 67(2):282- 89. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_ arttext&pid=S0034-71672014000200282
13. Pereira RP, Franco SC, Baldin N. A dor e o protagonismo da mulher na parturição. Ver Bras Anestesiol. [internet] 2011 [acesso em 10 set 2016]; 61(3):376-88. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo. php?script=sci_arttext&pid=S0034-70942011000300014&lng=pt&nr m=iso&tlng=pt
14. Organização Mundial da Saúde. Relatório Mundial da Saúde. Recémnascidos nunca mais passarão desapercebidos. Geneva: OMS; 2005.
15. Liu NH, Mazzoni A, ZamberlinN, Colomar M, Chang OH, Arnaud L, et al. Preferences for mode of delivery in nulliparous Argentinean women: a qualitative study. Reprod. Health [internet] 2013 [acesso em 10 set 2016]; 14(10):1-2. Disponível em: http://reproductive-healthjournal. biomedcentral.com/articles/10.1186/1742-4755-10-2
16. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Atenção ao pré-natal de baixo risco. Brasília: Editora do Ministério da Saúde; 2012. 
17. Bento AD, Pereira ALF. Autonomia no parto normal na perspectiva das mulheres atendidas na casa de parto. Rev Rene [internet] 2011 [acesso em 10 set 2016]; 12(3):471-7. Disponível em: http://www. redalyc.org/pdf/3240/324027976004.pdf

Novedades
Estadísticas
Cómo citar
1.
Matos, Greice Carvalho de; Soares, Marilu Correa; Muniz, Rosani Manfrim; Escobal, Ana Paula de Lima; Boettcher, Cássia Luíse; Quadro, Pricilla Porto. Representaciones sociales del proceso del parto de las mujeres que experimentaron el embarazo adolescente. Revista De Pesquisa: Cuidado é Fundamental. 2018; 10(4): 1077-84. Disponible en: http://ciberindex.com/c/ps/P1041077 [acceso: 21/01/2019]
Sección
Pesquisa
Comentarios

DEJA TU COMENTARIO     VER 0 COMENTARIOS

Normas y uso de comentarios


Hay un total de 0 comentarios


INTRODUCIR NUEVO COMENTARIO

Para enviar un comentario, rellene los campos situados debajo. Recuerde que es obligatorio indicar un nombre y un email para enviar su comentario (el email no sera visible en el comentario).

Nombre:
e-mail:
Comentario: