Vivencia de Madres de Prematuros en el Método Madre Canguru

Experiences of Premature Mothers Regarding the Kangaroo Mother Method

Vivência de Mães de Prematuros no Método Mãe Canguru

  • Magda Rogéria Pereira Viana Centro Universitário Uninovafapi (Piauí, Brasil)
  • Larice Aparecida Nunes de Araújo Centro Universitário Uninovafapi (Piauí, Brasil)
  • Magda Coeli Vitorino Sales Centro Universitário Uninovafapi (Piauí, Brasil)
  • Juliana Macedo Magalhães Centro Universitário Uninovafapi (Piauí, Brasil)
Palavras chave: Cuidados madre canguro, Prematuras, Recién nacido

Resumen

Abstract

Resumo

Bibliografía

1. Ramalho MAM, Kochla KRA, Nascimento MEB, Peterlinio O. A mãe vivenciando o risco de vida do recém-nascido prematuro na Unidade de terapia Intensiva Neonatal. Rev da Sociedade Brasileira de Enfermeiros Pediatras. 2010; 10(1): 7-14.
2. Santos el al. Percepção materna sobre o contato pele a pele com o prematuro através da posição canguru. Rev. Cuidado é fundamental. 2013 jan./mar. 5(1):10-14.
3. Neves PN, Ravelli APX, Lemos JRD. Atenção humanizada ao recém-nascido de baixo-peso (método mãe canguru): percepções de puérperas. Rev. Gaúcha Enferm. 2010; 31(1): 48-54.
4. Dittz ES, Mota JACS, Roseni RO. Cotidiano no alojamento materno, das mães de crianças internadas em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Rev Bras Saúde Materna Infantil. 2008; 8(1): 75-81
5. Brasil, Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde, Área de Saúde da Criança. Atenção humanizada ao recém-nascido de baixo peso: método mãe-canguru: manual do curso. Brasília (Brasil): Ministério da Saúde; 2002.
6. Brasil, Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Atenção humanizada ao recém nascido de baixo peso: Método Canguru, Manual Técnico. 2 ed. – Brasília: Editora do Ministério da Saúde; 2011.
7. Pinto ID, Padovani FHP, Linhares MBM. Ansiedade e depressão materna e relatos sobre o bebê prematuro. Psic.: Teor. e Pesq. 2009; 25(1): 75-83.
8. Bozzetto C, Grave MTQ, Périco E. Incidência de nascimentos prematuros em hospital de um município do Vale do Caí. Resvista Destaque Acadêmicos. 2013; 5(3): 13-23
9. Cervo A, Bervian P, Silva R. Metodologia Científica. 6 ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006.
10. Guimarães GP, Monticelli MA. Formação do apego pais/recémnascido pré-termo e/ ou de baixo peso no método mãe-canguru: uma contribuição da enfermagem. Texto Contexto Enferm. 2011; 16(4): 626-635.
11. Nobre, et al. Vivenciando o Método Mãe Canguru na tríade mãefilho- família: uma revisão integrativa. Revista Digital. 2013.
12. Neves PN, Ravelli APX, Lemos JRD. Atenção humanizada ao recém-nascido de baixo-peso (método mãe canguru): percepções de puérperas. Rev. Gaúcha Enferm. 2010; 31(1): 48-54.
13. Marba STM, Mezzacappa F. Manual de neonatologia UNICAMP: CAISM – Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher. 2 ed. Rio de Janeiro; Revinter: 2012.
14. Matthiesen AS, Raansjo-Arvidson AB, Nissen E, Uvnas-Moberg K. Postpartum maternal oxytocin release by newborns: effects of infant hand massage and sucking. Birth. 2011.
15. Cardoso ACA, et al. Método Mãe-Canguru: aspectos atuais. Disponível em:<http://www.pediatriasaopaulo.usp.br/upload/ pdf/1168.pdf>. Acesso em: 22 de maio. 2016

Novedades
Estadísticas
Cómo citar
1.
Viana, Magda Rogéria Pereira; Araújo, Larice Aparecida Nunes de; Sales, Magda Coeli Vitorino; Magalhães, Juliana Macedo. Vivencia de Madres de Prematuros en el Método Madre Canguru. REVISTA DE PESQUISA: CUIDADO É FUNDAMENTAL. 25 de septiembre de 2018; 10(3). Disponible en: http://ciberindex.com/c/ps/P103690 [acceso: 18/10/2018]
Sección
Pesquisa
Comentarios

DEJA TU COMENTARIO     VER 0 COMENTARIOS

Normas y uso de comentarios


Hay un total de 0 comentarios


INTRODUCIR NUEVO COMENTARIO

Para enviar un comentario, rellene los campos situados debajo. Recuerde que es obligatorio indicar un nombre y un email para enviar su comentario (el email no sera visible en el comentario).

Nombre:
e-mail:
Comentario: