Cultura de los Cuidados Afrobrasileña: Barbero Sangrador del Brasil Imperial y el Legado para la Enfermería

The Culture of Afro-Brazilian Care: Barber-Bleeder of Imperial Brazil and the Legacy for the Nursing Profession

Cultura dos Cuidados Afro-Brasileiros: Barbeiro-Sangrador do Brasil Imperial e Legado para Enfermagem

  • Lana Rodrigues Barbosa
  • Simone Aguiar Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro, Brasil)
  • Pedro Nassar Universidade Veiga de Almeida (Rio de Janeiro, Brasil)
  • Andreia Neves Sant´´ Anna Escola de Enfermagem Alfredo Pinto (Rio de Janeiro, Brasil)
  • Fernando Porto Instituto Universitário de Pesquisas do Estado do Rio de Janeiro. Universidade Cândido Mendes (Rio de Janeiro, Brasil)
Palavras chave: Historia, Cultura, Cuidados

Resumen

Abstract

Resumo

Bibliografía

1. Filho LS. História geral da medicina brasileira. São Paulo: HUCITEC; 1977. p. 133-8; 340-357.
2. Soares JCC. História da formação para a arte do cuidar no Rio de Janeiro:confronto entre o saber dos negros e o saber científico (1890 – 1920). [Dissertação]. Rio de Janeiro (RJ): Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro- UNIRIO; 2007.
3. Silva, JM. Religiões e Saúde: a experiência da Rede Nacional de Religiões Afro-Brasileiras e Saúde. São Paulo: Rev Saúde Soc, 2007; 16 (2): 171-7.
4. Pimenta TS. Barbeiros- sangradores e curandeiros no Brasil (1808- 28). Rio de Janeiro: Rev Hist, Ciênc, Saúd-Mang ;1998 oct, 5 (2); p. 349-374.
5. Nacional B. Para uma história do negro no Brasil. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional 1988. p 9-12.
6. Freitas IB. Cores e olhares no Brasil oitocentista: os tipos negros de Rugendas e Debret. [Dissertação] Rio de Janeiro (RJ): Universidade Federal Fluminense; 2009.
7. Campos E. Medicina Popular do Nordeste. 3º Edição. Rio de Janeiro: Edições Cruzeiro; 1967. 8. Malerba J. A corte no exílio: civilização e poder no Brasil às vésperas da independência (1808-1821). São Paulo: Companhia das Letras; 2000. p.374.
9. Abreu JLN. A Colônia enferma e a saúde dos povos: a medicina das ‘luzes’ e as informações sobre as enfermidades da América portuguesa. Rio de Janeiro: Hist. cienc. saúde- Manguinhos; 2007 ; 14(3), 761-778.
10. Abreu M, Azevedo AIM. O adolescente hospitalizado numa Unidade de Adolescentes: como facilitar a transição?. Rev. Adolesc. Saude.2012 jul/set; 9(3): 21-8.
11. Tuoto EA.[homepage na internet] Lycurgo Santos Filho. Brasil: 2008. [acesso em 10 de setembro de 2016]. Disponível em : http:// medbiography.blogspot.com.br/2008/02/lycurgo-santos-filho.html.
12. Civita V. Arte nos séculos: da pré-história ao classicismo. São Paulo: Editora abril cultural; 1969. p. 19.
13. A. Debret JB. Viagem pitoresca e histórica ao Brasil. São Paulo: Livraria Martins; 1940. p. 149; 152; 216.
14. Magalhães CM. Escravos e libertos: homens de ocupações do século XIX. Minas Gerais: O olho da história; 2008 abril; (10).
15. Campos PFS.Cultura de los cuidados: el debate entre historia y enfermeira pre-profesional em las acuarelas de Jean-Baptiste Debret (1816-1831). Espanha: Rev Cultura de los Cuidados; 2015 dez; 21 (43); 95-105.
16. . Edler FC. Boticas e Pharmacias: Um história ilustrada da farmácia no Brasil. Rio de Janeiro: Casa da Palavra; 2006. p.52.
17. Possollo A. Curso de Enfermeiros. Rio de Janeiro: Leite Ribeiro e Maurilho; 1920. p. 99-101. 18. Ferreira LG. Erário mineral. Belo Horizonte: Fundação João Pinheiro; 2002. p. 136-168

Novedades
Estadísticas
Cómo citar
1.
Barbosa, Lana Rodrigues; Aguiar, Simone; Nassar, Pedro; Sant´´ AnnaAndreia Neves; Porto, Fernando. Cultura de los Cuidados Afrobrasileña: Barbero Sangrador del Brasil Imperial y el Legado para la Enfermería. REVISTA DE PESQUISA: CUIDADO É FUNDAMENTAL. 25 de septiembre de 2018; 10(3). Disponible en: http://ciberindex.com/c/ps/P103632 [acceso: 18/10/2018]
Sección
Pesquisa
Comentarios

DEJA TU COMENTARIO     VER 0 COMENTARIOS

Normas y uso de comentarios


Hay un total de 0 comentarios


INTRODUCIR NUEVO COMENTARIO

Para enviar un comentario, rellene los campos situados debajo. Recuerde que es obligatorio indicar un nombre y un email para enviar su comentario (el email no sera visible en el comentario).

Nombre:
e-mail:
Comentario: