Motivos que levam as mulheres optarem pelo parto domiciliar planejado

Reasons why women opt for planned home childbirth

Motivos que llevan a las mujeres a optar por el parto domiciliario planificado

  • Alexandra Peruchin Centro Universitário da Serra Gaúcha (FSG) (Caxias do Sul, RS, Brasil)
  • Eveline Franco da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) (Porto Alegre, RS, Brasil)
Palabras clave: Parto domiciliario, Enfermería obstétrica, Asistencia en el parto
Key-words: Home childbirth, Obstetric nursing, Assited delivery
Palavras chave: Parto domiciliar, Enfermagem obstétrica, Assistência ao parto

Resumen

Abstract

Resumo

Bibliografía

1. Ministério da Saúde (Brasil). Gravidez, parto e nascimento com saúde, qualidade de vida e bem-estar [Internet]. 2013. Brasília. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/epub/orientacoes_atencao_saude_adolescentes_escolas.epub > [acesso: 01.11.2016].
2. Cunha AA. A controvérsia do parto domiciliar. Femina. 2012; 40(5):253-62.
3. Martins CA, Almeida NAM, Mattos DV. Parto domiciliar planejado: assistido por enfermeiro obstétra. Enfermaria Global [Internet]. 2012; (27):312-7. Disponível em: <http://scielo.isciii.es/pdf/eg/v11n27/pt_ensayo2.pdf> [acesso: 01.11.2016].
4. Ministério da Saúde (Brasil). O modelo obstétrico e neonatal que defendemos e com o qual trabalhamos. In: Cadernos Humaniza SUS - Humanização do parto e do nascimento. Ministério da Saúde: Brasília; 2014.19-46p.
5. Mattos DV, Vandenberghe L, Martins CA. Motivação de enfermeiros obstetras para o parto domiciliar planejado. Revista de Enfermagem UFPE On Line [Internet]. 2014; 8(4):951-9. Disponível em: <https://ensinosaude.medicina.ufg.br/up/151/o/5580-54545-1-PB_artigo_cleusa.pdf> [acesso: 01.11.2016].
6. Souza CM, Ferreira CB, Barbosa NR, Marques JF. Equipe de enfermagem e os dispositivos de cuidado no trabalho de parto: Enfoque na humanização. Journal Of Research Fundamental Care On Line [Internet]. 2013; 5(4):743-54. Disponível em: <http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/2380/pdf_960> [acesso: 01.11.2016].
7. Frank TC, Pelloso SM. A percepção dos profissionais sobre a assistência ao parto domiciliar planejado. Revista Gaúcha de Enfermagem. 2013; 34(1):22-9.
8. Caires TLG, Santos RS. O saber da enfermagem obstétrica e suas contribuições sociais para autonomia da parturiente. Revista Enfermagem Profissional. 2014; 1(2):422-35.
9. Feyer ISS, Monticelli M, Knobel R. Perfil de casais que optam pelo parto domiciliar assistido por enfermeiras obstétri-cas. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem [Internet]. 2013; 17(2):298-305. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452013000200014> [acesso: 30.10.2016].
10. Turato ER. Tratado da metodologia da pesquisa clínico-qualitativa: construção teórico-epistemológica, discussão com-parada e aplicação nas áreas da saúde e humanas. 5. ed. Petrópolis: Vozes; 2011.
11. Bardin L. Análise de conteúdo. 5. ed. Lisboa: Edições 70; 2009.
12. Conselho Nacional de Saúde (Brasil). Diretrizes e Normas Regulamentadoras de Pesquisa em Seres Humanos (Resolu-ção 466/2012). Diário Oficial da União, 13 jun. 2013. Disponível em: <http://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2012/Reso466.pdf> [acesso: 08.05.2016].
13. Koettker JG, Brüggemann OM, Knobel R. Resultados maternos dos partos domiciliares planejados assistidos por en-fermeiras da Equipe Hanami no Sul do Brasil, 2002-2012. Texto & Contexto Enfermagem. 2017; 26(1):1-11.
14. Sanfelice CFO, Shimo AKK. Parto domiciliar: compreendendo os motivos dessa escolha. Texto & Contexto Enferma-gem [Internet]. 2015; 24(3):875-82. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/tce/v24n3/pt_0104-0707-tce-24-03-00875.pdf> [acesso: 20.10.2016].
15. Reis LGC. Segurança do paciente na atenção ao parto nascimento [Internet]. Rio de Janeiro, 2015. Disponível em: <www.proqualis.net/aula/seg uran%C3%A7a-do-paciente-na-aten%C3%A7%C3%A3o-ao-parto-e-nascimento> [acesso: 06.11.2016].
16. Keedle H, Schmied V, Burns E, Dahlen HG. Women’s reasons for, and experiences of, choosing a homebirth following a caesarean section. BMC Pregnancy and Childbirth. 2015; 15(206):1-12.
17. Sanfelice CFO, Shimo AKK. Boas práticas em partos domiciliares: perspectiva de mulheres que tiveram experiência de parto em casa. Revista Eletrônica de Enfermagem [Internet]. 2016; 18:e1159. Disponível em: <http://revistas.ufg.br/fen/article/view/31494/21363> [acesso: 05.11.2016].
18. Koettker JG, Brüggemann OM, Dufloth RM. Partos domiciliares planejados assistidos por enfermeiras obstétricas: transferências maternas e neonatais. Revista da Escola de Enfermagem da USP. 2013;47(1):15-21.
19. Souza RM, Soares LS, Quitete JB. Parto natural domiciliar: um poder da natureza feminina e um desafio para a enfer-magem obstétrica. Revista Pesquisa Cuidado é Fundamental [Internet]. 2014; 6(1):118-31. Disponível em: <http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/2260/pdf_1099http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/2260/pdf_1100> [acesso: 01.11.2016]
20. Castro CM. Os sentidos do parto domiciliar planejado para mulheres do município de São Paulo, São Paulo. Cadernos Saúde Coletiva. 2015; 23(1):69-75.
21. Homer CSE, Thornton C, Scarf VL, Ellwood DA, Oats JJN, Foureur MJ et al. Birthplace in New South Wales, Australia: an analysis of perinatal outcomes using routinely collected data. BMC Pregnancy and Childbirth. 2014; 14:206.
22. Silva AL, Nascimento ER, Coelho E, Nunes IM. Atividades educativas no pré-natal sob o olhar de mulheres grávidas. Revista Cubana de Enfermería [Internet]. 2015;30(1):[aprox. 0 p.]. Disponível em: <http://www.revenfermeria.sld.cu/index.php/enf/article/view/487> [acesso: 01.11.2016].
23. Kottwitz F, Gouveia HG, Gonçalves AC. Via de parto preferida por puérperas e suas motivações. Escola Anna Nery. 2018;22(1): e20170013.
24. Santos MJDS, Augusto A. “Se estava tudo bem, porque é que eu havia de ir a uma obstetra?”: identidade, risco e con-sumo de tecnologia médica no parto domiciliar em Portugal. Sociologia, Problemas e Práticas. 2016;82:49-67.
25. Mattos DV, Vandenberghe L, Martins CA. O enfermeiro obstetra no parto domiciliar planejado. Revista de Enfermagem UFPE On Line [Internet]. 2016; 10(2):568-75. Disponível em: <http://www.revista.ufpe.br/revistaenfermagem/index.php/revista/article/viewFile/8587/pdf_9599> [acesso: 06.11.2016].
26. Hollowell J. The Birthplace in England Collaborative Group. McCourt, C. & MacFarlane, A. (2011). Birthplace progra-mme overview: background, component studies and summary of findings (Report No. Final report part 1. 08/1604/140). Disponível em: <http://openaccess.city.ac.uk/3652/1/Birthplace%20Overview%20Rpt%20SDO_FR1_08-1604-140_V02.pdf> [acesso: 01.11.2016].
27. Conselho Federal de Enfermagem. Resolução 0516/2016, 24 de junho de 2016. Normatiza a atuação e a responsabili-dade do Enfermeiro, Enfermeiro Obstetra e Obstetriz na assistência às gestantes, parturientes, puérperas e recém-nascidos nos Serviços de Obstetrícia, Centros de Parto Normal e/ou Casas de Parto e outros locais onde ocorra essa assistência; es-tabelece critérios para registro de títulos de Enfermeiro Obstetra e Obstetriz no âmbito do Sistema Cofen/Conselhos Re-gionais de Enfermagem, e dá outras providências. Brasília; 2016. Disponível em: <http://www.cofen.gov.br> [acesso: 07.11.2016].
28. Ribeiro JF, Luz VL, Sousa AS, Silva GLL, Feitosa VC, Sousa MFA. Contribuição do pré-natal para o parto normal na concepção do enfermeiro da estratégia saúde da família. Revista Interdisciplinar. 2016; 9(1):161-70.
29. Dias EG, Monção PR, Cerqueira NC, Souza MAS. Assistência de enfermagem no parto normal em um hospital público de Espinosa, Minas Gerais, sob a ótica da puérpera. Revista Interdisciplinar. 2016; 9(2):38-48.

Novedades
Estadísticas
Cómo citar
1.
Peruchin, Alexandra; da Silva, Eveline Franco. Motivos que llevan a las mujeres a optar por el parto domiciliario planificado. Evidentia. 2020; 17: e11890. Disponible en: http://ciberindex.com/c/ev/e11890 [acceso: 24/10/2020]
Sección
Originales
Comentarios

DEJA TU COMENTARIO     VER 0 COMENTARIOS

Normas y uso de comentarios


Hay un total de 0 comentarios


INTRODUCIR NUEVO COMENTARIO

Para enviar un comentario, rellene los campos situados debajo. Recuerde que es obligatorio indicar un nombre y un email para enviar su comentario (el email no sera visible en el comentario).

Nombre:
e-mail:
Comentario: