Comunicação interpessoal e sua implicação na enfermagem

Interpersonal communication and its implication in nursing

Comunicación interpersonal y su implicación en la enfermería

  • Bárbara Caroliny Pereira Enfermeira, Aluna do Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-graduação em Enfermagem, Escola de Enfermagem, Universidade Federal de Alfenas, Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal de Alfenas. Alfenas, MG, Brasil
  • Lara Aparecida de Freitas Enfermeira, Aluna do Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-graduação em Enfermagem, Escola de Enfermagem, Universidade Federal de Alfenas, Graduada em Enfermagem pela Universidade José do Rosário Vellano. Alfenas, MG, Brasil
  • Aline Mara Gonçalves Enfermeira, Aluna do Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-graduação em Enfermagem, Escola de Enfermagem, Universidade Federal de Alfenas, Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal de Alfenas. Alfenas, MG, Brasil
  • Raul de Paiva Santos Enfermeiro, Aluno do Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-graduação em Enfermagem, Escola de Enfermagem, Universidade Federal de Alfenas, Graduado em Enfermagem pela Universidade do Vale do Sapucaí. Alfenas, MG, Brasil
  • Sueli de Carvalho Vilela Doutora em Enfermagem. Professora Titular do Programa de Pós-graduação em Enfermagem, Escola de Enfermagem, Universidade Federal de Alfenas. Alfenas, MG, Brasil
Palabras clave: Comunicación Interpersonal, comunicación, enfermera, salud
Key-words: Interpersonal Communication, Communication, nursing, cheers
Palavras chave: Comunicação interpessoal, Comunicação, Enfermagem, saúde

Resumen

Abstract

Resumo

Bibliografía

Silva MJP. Comunicação tem remédio: comunicação nas relações interpessoais em saúde. 9. ed. São Paulo: Loyola, 2013.
Camargo BV, Justo AM, Alves CDB, Schlösser A. Efeitos de contexto e comunicação nas representações sociais sobre o corpo. Psicologia e Saber Social.2013; 2(1): 33-50
Dietrich M, Ramos MC, May P. Influência das tecnologias de informação e comunicação nas Instituições de ensino superior e organizações, 2015.
Alves APL. A Comunicação com a Pessoa em Situação Crítica Submetida a Ventilação Mecânica Invasiva – Perspetiva do Enfermeiro. 2012.
Barnlund D. Comunicação interpessoal. In: LITTLEJOHN, S. W. Fundamentos teóricos da comunicação humana. Trad. Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Zahar, 1978. Cap. 8, p. 206: Teorias de comunicação interpessoal.
Littlejohn SW. Fundamentos teóricos da comunicação humana. Trad. Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.
Kanan LA, Migliolli DC. Comunicação organizacional: estudo desse fenômeno numa indústria madeireira de Santa Catarina. Psicol. Argum. 2014; 32(79): 27-38.
Pennafort VPS, Freitas CHA, Bessa Jorge MS, Queiroz MVO, Aguiar CAA. Práticas integrativas e o emponderamento da enfermagem. Rev. Min. Enferm. 2012;16(2): 289-295.
Elias CSR, Silva LA, Martins MTSL, Ramos NAP, Souza MGG, Hipólito RL. Quando chega o fim? uma revisão narrativa sobre terminalidade do período escolar para alunos deficientes mentais. Rev. Eletrônica Saúde Mental Álcool Drog. 2012 Jan-Abr [cited 2017 Ago 07]; 8(1):48-53.
Murray E. Language behavior: a book of readings in communication. Volume 41 de Janua linguarum: Series maior. Mouton; 1970
Laing RD, Phillipson H, Lee AR. Percepção interpessoal: uma teoria e um método de pesquisa. Rio de Janeiro: Eldorado, 1969. 05.
Andrade CG, Costa SFD, Lopes MEL. Cuidados paliativos: a comunicação como estratégia de cuidado para o paciente em fase terminal. Ciência & Saúde Coletiva.2013;18(9):25-30.
Garcia TR. Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem CIPE®: aplicação à realidade brasileira. Porto Alegre: Artmed, 2015.
Caswell G, Pollock K, Harwood R, Porock D. Communication between family carers and health professionals about end-of-life care for older people in the acute hospital setting: a qualitative study. BMC Palliative Care. 2015;14 (35).
Kissane DW., et al. Communication skills training for oncology professionals. Journal of Clinical Oncology.2012; 30 (11): 1242-1247.
Almeida Q, Fófano GA. Tecnologias leves aplicadas ao cuidado de enfermagem na unidade de terapia intensiva: uma revisão de literatura. HU Revista, Juiz de Fora. 2016 set./out; 42(3):191-196.
Epstein AS. Current State of the Art and Science of Patient-Clinician Communication in Progressive Disease: Patients’ Need to Know and Need to Feel Known. Journal of Clinical Oncology. 2014;32(31):3474-3478.
Kohlsdorf M, Costa JAL. Comunicação em pediatria: revisão sistemática de literatura. Estudos de Psicologia. 2013 ; 30(4): 539-552.
Wittenberg EL, Goldsmith J, Platt CS. Palliative Care Communication. Seminars in Oncology Nursing.2014; 30(4): 280-286

Novedades
Estadísticas
Cómo citar
1.
Pereira, Bárbara Caroliny; Freitas, Lara Aparecida de; Gonçalves, Aline Mara; Santos, Raul de Paiva; Vilela, Sueli de Carvalho. Comunicación interpersonal y su implicación en la enfermería. Cultura De Los Cuidados. 2019; (53): 230-8. Disponible en: http://ciberindex.com/c/cc/53230cc [acceso: 17/08/2019]
Sección
Teoría y métodos enfermeros
Comentarios

DEJA TU COMENTARIO     VER 0 COMENTARIOS

Normas y uso de comentarios


Hay un total de 0 comentarios


INTRODUCIR NUEVO COMENTARIO

Para enviar un comentario, rellene los campos situados debajo. Recuerde que es obligatorio indicar un nombre y un email para enviar su comentario (el email no sera visible en el comentario).

Nombre:
e-mail:
Comentario: