Conociendo la fidelidad de las mujeres al examen de cáncer de cuello de útero

Recognizing the loyalty by women to cervical cancer screening

Conhecendo a aderência das mulheres ao exame de câncer de colo de útero

  • Pâmela Scarlatt Durães Oliveira Universidade Estadual de Montes Claros (UNIMONTES) (Minas Gerais, Brasil)
  • Sérgio Vinicius Cardoso de Miranda Universidade Estadual de Montes Claros (UNIMONTES) (Minas Gerais, Brasil)
  • Gabriela Luize Guimarães Sanches Universidade Estadual de Montes Claros (UNIMONTES) (Minas Gerais, Brasil)
  • Henrique Andrade Barbosa Universidade Estadual de Montes Claros (UNIMONTES) (Minas Gerais, Brasil)
Palabras clave: Salud de la mujer, Educación para la salud, Salud Pública, Atención Primaria, Cáncer de cuello uterino
Key-words: Women’s Health, Health Education, Public Health, Primary Care, Cervical Cancer
Palavras chave: Saúde da mulher, Educação em saúde, Saúde Pública, Atenção Primária, Câncer de colo de útero

Resumen

Abstract

Resumo

Bibliografía

Aguilar, R.P. & Soares, D.A. (2015). Barreiras à realização do exame Papanicolau: perspectivas de usuárias e profissionais da Estratégia de Saúde da Família da cidade de Vitória da Conquista-BA. Physis: Revista de Saúde Coletiva, 25(2), 359-379.
Brasil. (2014). Instituto Nacional do Câncer (INCA). Dados sobre câncer de colo do útero. Brasilia: Ministério da Saúde (MS). Recuperado de http://www.inca.org.br
Brischiliari, S.C.R., et al. (2012). Papanicolaou na pós-menopausa: fatores associados a sua não realização. Caderno de Saúde Pública, 28(10), 1976-1984.
Burille, A., Schwartz, E. & Zillmer, J.G.V. (2013). Changes in the daily life of men with cancer: introducing one of the interfaces of getting sick. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online, 5(2), 3539-3548.
Carvalho, V.D., Borges, L.O. & Rêgo, D.P. (2010). Interacionismo Simbólico: Origens, Pressupostos e Contribuições aos Estudos em Psicologia Social. Revista Psicologia, ciência e profissão, 30(1), 146-161.
Carvalho, V.F., et al. (2016). Acesso ao exame papanicolau por usuárias do Sistema Único de Saúde. Northeast Network Nursing Journal, 17(2), 22-25
Casarin, M.R. & Piccoli, J.C.E. (2011). Educação em Saúde para Prevenção do Câncer de Colo do Útero em Mulheres do Município de Santo Ângelo/RS. Ciência & Saúde Coletiva, 16(9), 3925-3932.
Dalfovo, M.S., Lana, R.A. & Silveira, A. (2008). Métodos quantitativos e qualitativos: um resgate teórico. Revista Interdisciplinar Científica Aplicada, 2(4), 01-13.
Dias, E.G., et al. (2015). Avaliação do conhecimento em relação à prevenção do câncer do colo uterino entre mulheres de uma Unidade de Saúde. Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção, 5(3), 15-22.
Ferreira, M.L.S.M. (2009). Motivos que influenciam a não-realização do exame de papanicolaou segundo a percepção de mulheres. Escola Anna Nery Revista Enfermagem, 213(2), 378-38.
Gerónimo, N., et al. (2011). Prevalência de cáncer de cuello uterino y cáncer de seno en Yopa l, Casanare, Colombia. Investigaciones Andina, 13(22), 162-173.
Iarc working group on evaluation of cervical cancer screening programmes. (1986). Cervical Cancer Screening Programmes. Screening for squamous cervical cancer: duration of low risk after negative results of cervical cytology and its implication for screening policies. 293, 659-664.
Junior, J.C.O., de Oliveira, L.D. & Sá, R.M. (2015). Fatores de adesão e não adesão das mulheres ao exame colpacitológico. Gestão e Saúde, 6(1), 184-200.
Moura, A.D.A., Silva, S.M.G., Farias, L.M. & Feitoza, A.R. (2012). Conhecimento e motivações das mulheres acerca do exame de papanicolaou: subsídios para a prática de enfermagem. Rev. Rene. Fortaleza, 11(01), 94-104.
Santos, A.M., et al. (2015). Desafios à gestão do trabalho e educação permanente em saúde para a produção do cuidado na estratégia saúde da família. Revista de APS, 18(1), 335-342.
Silva, E.C.A., et al. (2015). Conhecimento das mulheres de 18 a 50 anos de idade sobre a importância do exame de papanicolaou na prevenção do câncer de colo uterino no município de Turvânia-GO. Revista Eletrônica Faculdade Montes Belos, 8(4).
Silva, S.E.D., et al. (2013). As representações sociais do câncer de mama e no colo do útero no conhecimento da enfermagem brasileira. Gestão e Saúde, 4(3), 1130-1145.
Silva Sousa, I.G., et al. (2016). Prevenção do câncer de colo uterino: percepções de mulheres ao primeiro exame e atitudes profissionais. Northeast Network Nursing Journal, 9(2), 332-335.
Silva Souza, G.D., et al. (2013). A concepção das mulheres de Mirandópolis-São Paulo acerca do exame de papanicolau. Revista de Enfermagem da UFSM, 3(3), 470-479.
Silva, S.R., Silveira, C.F. & Gregório, C.C.M. (2012). Motivos alegados para a não realização do exame de papanicolaou, segundo mulheres em tratamento quimioterápico contra o câncer do colo uterino. Revista Mineira de Enfermagem, 16(4), 579-58

Novedades
Estadísticas
Cómo citar
1.
Oliveira, Pâmela Scarlatt Durães; Miranda, Sérgio Vinicius Cardoso de; Sanches, Gabriela Luize Guimarães; Barbosa, Henrique Andrade. Conociendo la fidelidad de las mujeres al examen de cáncer de cuello de útero. Cultura De Los Cuidados. 2018; (52): 178-8. Disponible en: http://ciberindex.com/c/cc/52178cc [acceso: 20/02/2019]
Sección
Antropología
Comentarios

DEJA TU COMENTARIO     VER 0 COMENTARIOS

Normas y uso de comentarios


Hay un total de 0 comentarios


INTRODUCIR NUEVO COMENTARIO

Para enviar un comentario, rellene los campos situados debajo. Recuerde que es obligatorio indicar un nombre y un email para enviar su comentario (el email no sera visible en el comentario).

Nombre:
e-mail:
Comentario: