Conhecendo a aderência das mulheres ao exame de câncer de colo de útero

Recognizing the loyalty by women to cervical cancer screening

Conociendo la fidelidad de las mujeres al examen de cáncer de cuello de útero

  • Pâmela Scarlatt Durães Oliveira Universidade Estadual de Montes Claros (UNIMONTES) (Minas Gerais, Brasil)
  • Sérgio Vinicius Cardoso de Miranda Universidade Estadual de Montes Claros (UNIMONTES) (Minas Gerais, Brasil)
  • Gabriela Luize Guimarães Sanches Universidade Estadual de Montes Claros (UNIMONTES) (Minas Gerais, Brasil)
  • Henrique Andrade Barbosa Universidade Estadual de Montes Claros (UNIMONTES) (Minas Gerais, Brasil)
Palabras clave: Salud de la mujer, Educación para la salud, Salud Pública, Atención Primaria, Cáncer de cuello uterino
Key-words: Women’s Health, Health Education, Public Health, Primary Care, Cervical Cancer
Palavras chave: Saúde da mulher, Educação em saúde, Saúde Pública, Atenção Primária, Câncer de colo de útero

Resumen

Abstract

Resumo

Bibliografía

Aguilar, R.P. & Soares, D.A. (2015). Barreiras à realização do exame Papanicolau: perspectivas de usuárias e profissionais da Estratégia de Saúde da Família da cidade de Vitória da Conquista-BA. Physis: Revista de Saúde Coletiva, 25(2), 359-379.
Brasil. (2014). Instituto Nacional do Câncer (INCA). Dados sobre câncer de colo do útero. Brasilia: Ministério da Saúde (MS). Recuperado de http://www.inca.org.br
Brischiliari, S.C.R., et al. (2012). Papanicolaou na pós-menopausa: fatores associados a sua não realização. Caderno de Saúde Pública, 28(10), 1976-1984.
Burille, A., Schwartz, E. & Zillmer, J.G.V. (2013). Changes in the daily life of men with cancer: introducing one of the interfaces of getting sick. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online, 5(2), 3539-3548.
Carvalho, V.D., Borges, L.O. & Rêgo, D.P. (2010). Interacionismo Simbólico: Origens, Pressupostos e Contribuições aos Estudos em Psicologia Social. Revista Psicologia, ciência e profissão, 30(1), 146-161.
Carvalho, V.F., et al. (2016). Acesso ao exame papanicolau por usuárias do Sistema Único de Saúde. Northeast Network Nursing Journal, 17(2), 22-25
Casarin, M.R. & Piccoli, J.C.E. (2011). Educação em Saúde para Prevenção do Câncer de Colo do Útero em Mulheres do Município de Santo Ângelo/RS. Ciência & Saúde Coletiva, 16(9), 3925-3932.
Dalfovo, M.S., Lana, R.A. & Silveira, A. (2008). Métodos quantitativos e qualitativos: um resgate teórico. Revista Interdisciplinar Científica Aplicada, 2(4), 01-13.
Dias, E.G., et al. (2015). Avaliação do conhecimento em relação à prevenção do câncer do colo uterino entre mulheres de uma Unidade de Saúde. Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção, 5(3), 15-22.
Ferreira, M.L.S.M. (2009). Motivos que influenciam a não-realização do exame de papanicolaou segundo a percepção de mulheres. Escola Anna Nery Revista Enfermagem, 213(2), 378-38.
Gerónimo, N., et al. (2011). Prevalência de cáncer de cuello uterino y cáncer de seno en Yopa l, Casanare, Colombia. Investigaciones Andina, 13(22), 162-173.
Iarc working group on evaluation of cervical cancer screening programmes. (1986). Cervical Cancer Screening Programmes. Screening for squamous cervical cancer: duration of low risk after negative results of cervical cytology and its implication for screening policies. 293, 659-664.
Junior, J.C.O., de Oliveira, L.D. & Sá, R.M. (2015). Fatores de adesão e não adesão das mulheres ao exame colpacitológico. Gestão e Saúde, 6(1), 184-200.
Moura, A.D.A., Silva, S.M.G., Farias, L.M. & Feitoza, A.R. (2012). Conhecimento e motivações das mulheres acerca do exame de papanicolaou: subsídios para a prática de enfermagem. Rev. Rene. Fortaleza, 11(01), 94-104.
Santos, A.M., et al. (2015). Desafios à gestão do trabalho e educação permanente em saúde para a produção do cuidado na estratégia saúde da família. Revista de APS, 18(1), 335-342.
Silva, E.C.A., et al. (2015). Conhecimento das mulheres de 18 a 50 anos de idade sobre a importância do exame de papanicolaou na prevenção do câncer de colo uterino no município de Turvânia-GO. Revista Eletrônica Faculdade Montes Belos, 8(4).
Silva, S.E.D., et al. (2013). As representações sociais do câncer de mama e no colo do útero no conhecimento da enfermagem brasileira. Gestão e Saúde, 4(3), 1130-1145.
Silva Sousa, I.G., et al. (2016). Prevenção do câncer de colo uterino: percepções de mulheres ao primeiro exame e atitudes profissionais. Northeast Network Nursing Journal, 9(2), 332-335.
Silva Souza, G.D., et al. (2013). A concepção das mulheres de Mirandópolis-São Paulo acerca do exame de papanicolau. Revista de Enfermagem da UFSM, 3(3), 470-479.
Silva, S.R., Silveira, C.F. & Gregório, C.C.M. (2012). Motivos alegados para a não realização do exame de papanicolaou, segundo mulheres em tratamento quimioterápico contra o câncer do colo uterino. Revista Mineira de Enfermagem, 16(4), 579-58

Novedades
Estadísticas
Cómo citar
1.
Oliveira, Pâmela Scarlatt Durães; Miranda, Sérgio Vinicius Cardoso de; Sanches, Gabriela Luize Guimarães; Barbosa, Henrique Andrade. Conociendo la fidelidad de las mujeres al examen de cáncer de cuello de útero. Cultura De Los Cuidados. 2018; (52): 178-8. Disponible en: http://ciberindex.com/c/cc/52178cc [acceso: 25/08/2019]
Sección
Antropología
Comentarios

DEJA TU COMENTARIO     VER 0 COMENTARIOS

Normas y uso de comentarios


Hay un total de 0 comentarios


INTRODUCIR NUEVO COMENTARIO

Para enviar un comentario, rellene los campos situados debajo. Recuerde que es obligatorio indicar un nombre y un email para enviar su comentario (el email no sera visible en el comentario).

Nombre:
e-mail:
Comentario: